Gestora do Itaú projeta Selic a 3,75% no final do ano que vem

Para o final deste ano, a instituição reduziu a perspectiva para a Selic de 4,75% para 4%

Banco ItaúBanco Itaú - Foto: reprodução

A equipe econômica da gestora de ativos do banco Itaú, a Itaú Asset Management, cortou nesta quarta-feira (16) projeção para a taxa básica de juros no final de 2019 e também de 2020. Para o final deste ano, a instituição reduziu a perspectiva para a Selic de 4,75% para 4%. Para o final do ano que vem a projeção caiu de 4,5% para 3,75%, de acordo com nota a clientes.

O prognóstico da área de gestão de recursos do maior banco privado do país, que já havia ajustado estimativa de 2019 no começo do mês (de 5% para 4,75%), vem poucos dias depois de a área de macroeconomia do banco revisar seu cenário.

A equipe do Itaú Unibanco comandada por Mario Mesquita divulgou na última segunda-feira (14) que espera que a Selic encerre 2019 a 4,5% e 2020 a 4%. A Itaú Asset Management manteve as estimativas para o PIB (Produto Interno Bruto) deste ano, de crescimento de 1%, e para a taxa de câmbio no final de 2019, de R$ 4,10 por dólar; e para o IPCA, de 3,3%.

Leia também:
PF e MPF investigam vazamento de informações sobre Selic
Mercado financeiro reduz estimativa para inflação e taxa Selic em 2019
Expectativa do mercado para Selic cai para 5% ao ano no fim de 2019 

Para 2020, vê o PIB crescendo 3%, o dólar a 4,20 reais e o IPCA em 3,6%.

Veja também

Projeção do BC para queda do PIB passa de 6,4% para 5%
Economia

Projeção do BC para queda do PIB passa de 6,4% para 5%

Vigilantes sem armas estão mais perto de ter tempo especial na aposentadoria
Economia

Vigilantes sem armas estão mais perto de ter tempo especial na aposentadoria