Gás Natural

Golar assina contrato de fornecimento de GNL com a Copergás

Acordo é para a instalação da primeira Rede Estruturante de gasoduto do Nordeste, em Petrolina

Modelo inédito de parcerias com companhias estaduais de gás viabilizará a interiorização do energéticoModelo inédito de parcerias com companhias estaduais de gás viabilizará a interiorização do energético - Foto: Divulgação

Com um investimento de 2 milhões de dólares, a Golar Power, assinou um contrato de fornecimento de Gás Natural Liquefeito (GNL) com a Companhia Pernambucana de Gás Natural (Copergás). O acordo vai permitir a implantação da primeira Rede Estruturante de Gasoduto do Nordeste, em Petrolina. 

O projeto é um desdobramento do protocolo de intenções que a Golar assinou com o Governo do Estado de Pernambuco, em março deste ano, para a implantação de um Terminal de Gás Natural Liquefeito no Complexo Industrial Portuário de Suape, previsto para entrar em operação no primeiro trimestre de 2021, com investimento de R$ 1,8 bilhão.

A Golar, em parceria com as companhias distribuidoras de gás natural canalizado, pretende interiorizar o acesso ao produto. Em Petrolina, a  Copergás vai implantar um gasoduto de 40 km para fazer a distribuição do gás a partir de uma grande unidade de regaseificação a ser construída pela Golar, que irá receber um volume de 40 mil metros cúbicos (m³) por dia de GN transportados em iso-conteinêres que serão abastecidos pelo Terminal de GNL de Suape.

A assinatura do contrato foi feita na última quinta-feira, quando a Golar Power também recebeu no Porto de Suape o primeiro lote de dez iso-contêineres importados para viabilizar o projeto, de um total de 70 que chegarão até o final deste ano. 

Segundo o CEO da Golar Power, Eduardo Antonello, a parceria com companhias de gás vai viabilizar uma melhor entrega do gás no Estado. “Acreditamos que esta estratégia é a mais eficiente para aproveitarmos a abertura do mercado de gás, pois assim conseguimos disponibilizar o gás natural em cidades que estão afastadas da malha de gasodutos, e que, de outra forma, não teriam acesso a esta fonte”, disse. 

Para o diretor-presidente da Copergás, André Campos, a parceira com a Golar vai trazer mais competitividade para Pernambuco. “A parceria implementa a prioridade de interiorizar a distribuição do gás natural, aumentando nossa competitividade e ajudando na atração de novos empreendimentos para o Estado. Além de mais econômico e seguro, o gás natural é mais sustentável”, afirmou.

Veja também

Débitos de difícil recuperação com o Simples podem ser parcelados
economia

Débitos de difícil recuperação com o Simples podem ser parcelados

Auxílio emergencial manteve economia ativa em municípios mais pobres, diz estudo da UFPE
auxílio emergencial

Auxílio emergencial manteve economia ativa em municípios mais pobres, diz estudo da UFPE