A-A+

Governo autoriza venda de 35 imóveis da União

A expectativa é arrecadar até R$ 7 milhões com os leilões

Presidente Jair BolsonaroPresidente Jair Bolsonaro - Foto: Flickr/Palacio do Planalto

O governo federal autorizou nesta segunda-feira (2) a venda de 35 imóveis de propriedade da União no Mato Grosso do Sul, Paraíba, Espírito Santo e Rio de Janeiro. As portarias da Secretaria de Coordenação e Governança do Patrimônio da União, vinculada ao Ministério da Economia, foram publicadas no Diário Oficial da União desta segunda-feira. Pelas regras, os imóveis serão vendidos por meio de concorrência pública.

Do total de bens anunciados, 30 são terrenos localizados em Campo Grande, que variam de 416 a 480 metros quadrados. Outros três imóveis, sendo dois prédios e um terreno, estão em João Pessoa. Também foram incluídos para venda um prédio no município de Cachoeiro do Itapemirim (ES) e um casa na cidade de Engenheiro Paulo de Frontin (RJ). A expectativa do governo federal é arrecadar até R$ 7 milhões com os leilões. Em uma postagem no Twitter, o presidente Jair Bolsonaro disse que a iniciativa faz parte de um esforço de redução de gastos públicos.

"O objetivo é acabar com o abandono deixado por governos anteriores e reduzir a monstruosa dívida pública", tuitou.

Leia também:
União pagou em janeiro R$ 368,24 mi em dívidas atrasadas de estados
Venda de terrenos de marinha pode render R$ 3 bi à União

Imóveis do tráfico
Na última sexta-feira (28), o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, já havia anunciado, também no Twitter, que um total de 612 imóveis confiscados do tráfico de drogas irão a leilão em breve. As informações detalhadas sobre os imóveis foram divulgadas pela Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas (Senad) e incluem apartamentos, sítios, terrenos, prédio, lotes, chácaras, fazendas, galpões, em diferentes regiões do país.

Veja também

Bolsa tem pior semana desde baque da pandemia com drible no teto
Ibovespa

Bolsa tem pior semana desde baque da pandemia com drible no teto

Ministério da Economia indica Paulo Valle para Secretaria do Tesouro
Tesouro nacional

Ministério da Economia indica Paulo Valle para Secretaria do Tesouro