salário mínimo

Governo confirma salário mínimo de R$ 1.212 em 2022, sem ganho real

Bolsonaro editou medida provisória definindo valor, acima do que foi previsto no Orçamento

Jair BolsonaroJair Bolsonaro - Foto: Flickr/Palácio do Planalto

O presidente Jair Bolsonaro editou uma medida provisória (MP) aumentando o salário mínimo para R$ 1.212 a partir de 1º de janeiro de 2022. O texto foi publicado nesta sexta-feira (31) no Diário Oficial da União (DOU).

Conforme o GLOBO antecipou, o novo patamar de pagamento ultrapassa em R$ 112 o atual salário mínimo e é maior que o previsto anteriormente no Orçamento para o ano que vem.

O valor já havia sido confirmado por Bolsonaro, em transmissão em redes sociais realizada na quinta-feira:

"A partir de primeiro de janeiro o novo valor do salário mínimo (será de) R$ 1.212" afirmou o presidente, sem dar mais explicações.

Na proposta original enviada ao Congresso em agosto, o governo projetou o valor do piso salarial em R$ 1.169, mas a inflação acelerou no segundo semestre com a alta nas contas de luz e nos preços dos combustíveis.

Na semana passada, o Congresso aprovou a proposta orçamentária de 2022 com previsão de R$ 1.210 para o salário mínimo.

Para o aumento, o governo aplicou a previsão de alta de 10,02% para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) para este ano, que serve de base para a correção do piso nacional. É o terceiro ano seguido sem ganho real no salário mínimo, lembra Lucas Assis, economista da Tendências Consultoria.

Veja também

Recife ocupa terceiro lugar com metro quadrado mais caro para locação de imóvel residencial Mercado imobiliário

Recife ocupa terceiro lugar com m² mais caro para locação de imóvel residencial

Auxílio Brasil começa a ser pago nesta terça-feira (18)Benefício

Auxílio Brasil começa a ser pago nesta terça-feira (18)