Governo define protocolo para salões de beleza

Setor reabrirá no próximo dia 15 com normas rígidas de distanciamento e higiene

Salão de belezaSalão de beleza - Foto: Felipe Ribeiro/Folha de Pernambuco

Muitos consumidores estão na expectativa para a reabertura dos salões de belezas, barbearias e clínicas de estética. Para esse processo, é preciso ter bastante cuidado e respeitar as normas de segurança a fim de não aumentar a curva de contágio da Covid-19. Ontem, o Governo de Pernambuco finalizou o documento com os protocolos específicos que devem ser seguidos por esse setor, autorizado para reabrir a partir do próximo dia 15. Juntamente com os representantes do setor, o Estado concluiu as normas, que incluem, por exemplo, atendimento apenas por agendamento e suspende o espaço de espera dentro dos locais.

A retomada dos trabalhos nos salões e beleza foi anunciada dentro do plano de reabertura das atividades econômicas, em convivência com a Covid-19. De acordo com a secretária executiva de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco, Maíra Fischer, várias conversas e trocas de propostas foram feitas. “Validamos um protocolo único para os salões e ele foi finalizado hoje (ontem), após muitas conversas”, disse a Maíra. As medidas são divididas em três eixos: distanciamento, higiene e comunicação.

No eixo do distanciamento, o documento determina que dentro do salão só poderão estar clientes e profissionais. Portanto, o atendimento deverá considerar o tempo do serviço e o tempo de troca entre os clientes para higienização de todos os materiais. Poderá ser atendido mais de um cliente dentro do salão, desde que eles respeitem a distância de 1,5 metro entre eles. Essa distância deverá ser demarcada com fita ou barreiras físicas.

Leia também:
MPPE recomenda que prefeitos devem evitar que população acenda fogueiras e use fogos de artifício
Primeira quinzena de junho será decisiva para retorno das aulas presenciais em Pernambuco


Além disso, não poderá haver espaços de espera dentro do salão. Então, é importante que o cliente respeite o horário marcado. Um mesmo cliente poderá ser atendido por mais de um profissional ao mesmo tempo (por exemplo, uma cabeleireira e uma manicure), contanto que a distância de 1,5 metro entre outro cliente em atendimento seja respeitada e os profissionais utilizem os equipamentos de proteção.

Nas medidas de higiene, será obrigatório que cada cliente seja atendido por um kit de acessórios higienizados, oferecido pelo estabelecimento (exemplo: escovas, pentes e presilhas). Cadeiras, macas, colchões também devem ser higienizados. Os itens cortantes, como tesouras, alicates e pinças, devem ser esterilizados entre os atendimentos. O salão também será obrigado a disponibilizar lavabo para os clientes lavarem suas mãos. A capa de corte e a toalha só podem ser usadas apenas para um cliente, ou seja, não podem ser compartilhadas. O uso de máscara será obrigatório para todos dentro do estabelecimento.

Pelo eixo de comunicação, os protocolos seguem medidas anunciadas como gerais. Por exemplo: os profissionais devem informar se sentirem sintomas da Covid-19; deve-se manter o isolamento em casos suspeitos ou confirmados da doença; escalonar os horários de refeições dos funcionários; e manter os profissionais do grupo de risco em trabalho remoto, se for possível.

Segundo a presidente do Sindicato Patronal dos Salões de Beleza, Barbearias e Clínicas de Estética do Estado de Pernambuco (Sinbeleza-PE), Cinthia Almeida, o setor mostrou ao Governo o desejo de retomar as atividades, mas com segurança. “Temos responsabilidade social e temos que voltar com segurança para não precisar fechar as portas novamente. Em geral, são protocolos simples de serem executados. Na avaliação, o maior desafio de adaptação será manter o distanciamento, porque salão geralmente é lugar de afetividade, e manter os agendamentos. Mas estamos em conversa para todos seguirem as determinações”, disse Cinthia.

Além dos protocolos específicos, o setor também deverá seguir as determinações dos protocolos gerais, que englobam todas as atividades econômicas.

Definido protocolo para salões de beleza. Confira as regras:

Distanciamento


-Dentro do espaço do salão só poderão entrar clientes e os profissionais.

-O atendimento só poderá ser feito por agendamento.

-O agendamento precisa prever o tempo do serviço e a troca entre clientes, para higienização.

-A distância entre os clientes precisa ser de, no mínimo, 1,5 metro.

-A distância precisa ser demarcada com fita ou barreiras físicas.

-Não pode haver espaço de espera dentro dos salões.

-Um mesmo cliente pode ser atendido por dois profissionais ao mesmo tempo, contanto que a distância de 1,5 metro entre outro cliente em atendimento seja respeitada e os profissionais utilizem os equipamentos de proteção.


Higiene


-Cada cliente deve ser atendido por um kit de acessórios oferecido pelo salão (escova, pentes e presilhas).

-Cada kit deve passar por processo de higienização e desinfecção entre os clientes.

-Os itens cortantes, como tesouras e alicates, devem ser esterilizados entre os clientes.

-É preciso disponibilizar lavabos para os clientes lavarem as mãos.

-A capa de corte e a toalha só podem ser usadas apenas para um cliente; não podem ser compartilhadas.

-O uso da máscara será obrigatório para clientes e profissionais.


Comunicação


-Os profissionais devem informar se sentirem sintomas da Covid-19.

-Devem respeitar isolamento, caso sejam casos suspeitos ou confirmados.

-Manter profissionais do grupo de risco em trabalho remoto, se for possível.

-Escalonar os horários de refeição entre os profissionais.

Veja também

Banco Central autoriza compras internacionais com cartão pré-pago
economia

Banco Central autoriza compras internacionais com cartão pré-pago

CNI apresenta propostas para retomada da economia
economia

CNI apresenta propostas para retomada da economia