Governo descarta venda da Embraer para Boeing

Michel Temer disse que é questão de soberania nacional manter empresa como estatal

Avião da EmbraerAvião da Embraer - Foto: Wikimedia Commons

O Governo Federal não vai permitir a venda da Embraer para a Boeing. De acordo com o presidente Michel Temer, essa é uma questão de soberania nacional. Por isso, a empresa norte-americana pode até comprar mais ações e estabelecer parcerias com a estatal, mas jamais assumirá o seu controle acionário. "Afinal, vender a Embraer seria vender uma parte da soberania nacional e isso está fora de consideração”, reforçou o ministro da Defesa, Raul Jungmann.

No Recife para lançar o Comdefesa, Jungmann explicou que a Embraer é responsável pelo desenvolvimento de uma série de projetos de interesse nacional, como o controle aéreo nacional, o sistema integrado de monitoramento de fronteiras e o reator nuclear da Marinha. Por isso, não pode cair em mãos estrangeiras. “A Embraer não produz só aviões. É o coração do desenvolvimento da tecnologia, inovação e pesquisa aplicada na área de defesa do Brasil”, concluiu.

Leia também:
Pernambuco instala primeiro Comdefesa do Nordeste
Temer diz que vetará possível transferência de controle da Embraer para a Boeing
Embraer encerra ano com 210 jatos entregues e US$ 18,3 bi em pedidos


Jungmann disse, porém, que a Embraer está aberta a parcerias com a Boeing. “Nós apostamos em parcerias, como projetos conjuntos e joint ventures, porque o mercado global está se concentrando e nós não podemos ignorar isso”, explicou.

Veja também

Mega-Sena acumula e próximo sorteio deve pagar R$ 33 milhões
Loteria

Mega-Sena acumula e próximo sorteio deve pagar R$ 33 milhões

Consumidor poderá tirar dúvidas sobre valor cobrado na conta de luz
Conta de luz

Consumidor poderá tirar dúvidas sobre valor cobrado na conta de luz