Governo desiste de antecipar 2ª parcela do auxílio emergencial de R$ 600, dois dias após anúncio

O comunicado da desistência foi feito pelo Ministério da Cidadania nesta quarta-feira (22). Segundo a pasta, a decisão foi tomada por causa do alto número de informais cadastrados

Site da Caixa para solicitar o Auxilio EmergencialSite da Caixa para solicitar o Auxilio Emergencial - Foto: Alfeu Taveres / Folha de Pernambuco

O governo voltou atrás em uma medida anunciada nesta semana e desistiu de antecipar a segunda parcela do auxílio emergencial de R$ 600 para trabalhadores informais.

O comunicado da desistência foi feito pelo Ministério da Cidadania nesta quarta-feira (22). Segundo a pasta, a decisão foi tomada por causa do alto número de informais cadastrados e por uma recomendação da Controladoria-Geral da União (CGU).

Na segunda-feira (20), o ministro Onyx Lorenzoni (Cidadania) e o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, afirmaram que a segunda parcela começaria a ser paga na quinta-feira (23). Originalmente, o cronograma previa os pagamentos da segunda tranche a partir de 27 de abril.

Leia também:
Senado aprova ampliação de auxílio emergencial e pagamento sem CPF
Caixa paga auxílio emergencial a 5 milhões de beneficiários

Boa parte dos beneficiários não recebeu sequer a primeira parcela e há relatos de trabalhadores esperando pelo depósito mesmo após terem sido aceitos no programa.

Acompanhe a cobertura em tempo real da pandemia de coronavírus

 

Veja também

Correios: relator propõe exclusividade de 5 anos para serviços postais e estabilidade de 18 meses
PRIVATIZAÇÃO

Correios: relator propõe exclusividade de 5 anos para serviços postais e estabilidade de 18 meses

Copom acelera ritmo de aperto com alta de 1 ponto na Selic, maior alta em 18 anos
taxa de juros

Copom acelera ritmo de aperto com alta de 1 ponto na Selic, maior alta em 18 anos