Economia

Governo deve anunciar novo bloqueio no orçamento, diz secretário da Fazenda

Um bloqueio de quase R$30 bilhões já foi contingenciado pelo presidente Jair Bolsonaro

O secretário especial de Fazenda do Ministério da Economia, Waldery Rodrigues O secretário especial de Fazenda do Ministério da Economia, Waldery Rodrigues  - Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

O secretário da Fazenda, Waldery Rodrigues Júnior, disse nesta quinta-feira (9) que o governo deve anunciar novo contingenciamento de recursos do orçamento ainda este mês.

De acordo com ele, a revisão é necessária devido ao fraco desempenho da economia, que tem como resultado menor arrecadação."Muito provavelmente", disse o secretário, o anúncio será feito no dia 22 de maio, data limite para a publicação de relatório mensal sobre despesas e receitas.

A afirmação foi feita em discurso na abertura do 31º Fórum Nacional, no Rio de Janeiro. Rodrigues Junior não adiantou o valor que será bloqueado.O governo Jair Bolsonaro já contingenciou R$ 29,8 bilhões, medida que gerou protestos ao afetar os recursos da educação - com bloqueios de gastos desde o ensino básico a bolsas de pesquisa.



Leia também:
Governo bloqueia R$ 5,8 bilhões do orçamento das Forças Armadas
Guedes vai à Comissão Mista de Orçamento na quinta-feira


Em entrevistas, autoridades do governo vinham condicionando a possibilidade de novo contingenciamento à aprovação da reforma da Previdência ou à liberação de suplementação orçamentária pelo Congresso.

Em seu discurso, o secretário de Fazenda disse que o governo vem trabalhando em uma série de medidas para ajudar os estados em dificuldade, como a concessão de garantias do Tesouro para aqueles que se comprometerem com medidas de reequilíbrio fiscal e a partilha de recursos do pré-sal.

Veja também

Dia da Indústria: setor busca modernização, com inovação e compromisso sustentável
setor industrial

Dia da Indústria: setor busca modernização, com inovação e compromisso sustentável

Desafio é criar ambiente menos hostil para a produção brasileira
importação

Desafio é criar ambiente menos hostil para a produção brasileira

Newsletter