Governo encaminha ao Congresso plano de equilíbrio fiscal para estados

O Plano de Equilíbrio Fiscal, que recebeu do governo o apelido de Plano Mansueto, prevê a concessão de empréstimos com garantia da União para estados com dificuldades financeiras.

Cédulas reaisCédulas reais - Foto: Pixabay

O presidente da República, Jair Bolsonaro, enviou ao Congresso Nacional projeto de lei complementar que estabelece o Programa de Acompanhamento e Transparência Fiscal, o Plano de Promoção do Equilíbrio Fiscal. A mensagem de encaminhamento está publicada na edição desta terça (4) do Diário Oficial da União.

O Plano de Equilíbrio Fiscal, que recebeu do governo o apelido de Plano Mansueto (em referência ao secretário do Tesouro Nacional, Mansueto Almeida), prevê a concessão de empréstimos com garantia da União para estados com dificuldades financeiras.

Leia também:
Secretário do Tesouro Nacional diz que reforma da previdência pode ajudar crise fiscal dos estados
Mercado ignora rombo fiscal de R$ 16 bi gerado por subsídios a Zona Franca


Em troca, o governos locais terão de entregar um plano de ajuste ao Tesouro Nacional, que prevê o aumento da poupança corrente ano a ano. O Ministério da Economia acompanhará as medidas de ajuste fiscal dos estados.

Veja também

Senar-PE e Faculdade CNA oferecem cursos de graduação a distância
Graduação

Senar-PE e Faculdade CNA oferecem cursos de graduação a distância

Venda de livros pela internet cresce 44% em 2020
Economia

Venda de livros pela internet cresce 44% em 2020