Governo vai anunciar linhas de crédito para empresários do Turismo afetados pela crise

As linhas de crédito devem ser oferecidas por bancos públicos como o BNDES e a Caixa Econômica Federal

Ministro do Turismo, Marcelo Álvaro AntônioMinistro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio - Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil

O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, anunciou nesta quinta-feira (2) linhas de crédito para atender empresários do setor turístico, que sofre forte impacto com a pandemia do novo coronavírus.

Em entrevista coletiva no Palácio do Planalto, o ministro afirmou que devem ser anunciadas na próxima semana condições de financiamento para empresários da área que vão desde o MEI (microempreendedor individual) até grandes empreendedores.

"Sobretudo visando o capital de giro para que possamos nesse período vender essa crise", afirmou.

Leia também:
Intercambista poderá remarcar viagem sem custo
Após Trump considerar suspender voos do Brasil, Bolsonaro conversa com presidente americano


As linhas de crédito devem ser oferecidas por bancos públicos como o BNDES e a Caixa Econômica Federal. Álvaro Antônio, contudo, não deu detalhes sobre o modelo e nem sobre o montante que será concedido.

"É uma medida amplamente debatida tanto com o BNDES quanto com a Caixa Econômica, ela já está formatada, será anunciada na próxima semana. São medidas que visam ter muita clareza nas regras e também no acesso ao crédito obviamente um credito que tem que ser mais atrativo do ponto de vista de juros e de carência."

O ministro disse que as linhas de financiamento visam evitar o "desmonte" do setor.

Ele explicou que há um forte impacto no turismo brasileiro devido à série de cancelamentos de viagens por recomendação de isolamento e distanciamento social como forma de combate ao novo coronavírus.

Álvaro Antônio afirmou que o setor tem um impacto de 8,1% no PIB brasileiro e que havia um crescimento relevante em 2019, de 2,6% em relação a 2018.

O ministro disse ainda que a MP trabalhista publicada na quarta (1) pelo governo levou em conta pedidos feitos por sua pasta.

"Sabemos que 80% ou mais de 80% dessa cadeia produtiva [do turismo] gira em torno do pequeno e microempreendedor."

Acompanhe a cobertura em tempo real da pandemia de coronavírus

 

Veja também

Preços do café em forte alta durante geada no Brasil
Economia

Preços do café em forte alta durante geada no Brasil

Brasil perde chance de combater sonegação via paraísos fiscais, diz secretária da OCDE
SONEGAÇÃO

Brasil perde chance de combater sonegação via paraísos fiscais, diz secretária da OCDE