A-A+

Governo vai apresentar política do salário mínimo sem reajuste real, diz secretário

Hoje, o cálculo considera a inflação de janeiro a dezembro

DinheiroDinheiro - Foto: Pixabay

O secretário especial de Fazenda do Ministério da Economia, Waldery Rodrigues, afirmou nesta quinta-feira (23) que o governo apresentará ao Congresso um projeto de lei para alterar a forma de cálculo do salário mínimo. A proposta, segundo ele, não deve prever reajustes acima da inflação.

Em conversa com jornalistas, o secretário afirmou que o Executivo vai propor que o piso salarial do país seja calculado levando em conta a inflação de dezembro de um ano até novembro do ano seguinte.

Hoje, o cálculo considera a inflação de janeiro a dezembro. Essa metodologia gerou problemas para a efetivação do reajuste neste ano, o primeiro após o fim da política de aumento real do salário mínimo.

Leia também:
INSS prevê iniciar análises de novos benefícios até março
Governo economiza R$ 1,9 bilhão com salário mínimo defasado


"Temos que ter transparência, cautela e manter o que a Constituição diz, que é obrigatório manter o poder aquisitivo do salário mínimo", disse.

Questionado sobre a possibilidade de o projeto prever exatamente o reajuste pela inflação ou se permitirá aumentos maiores, respondeu: "Em principio, nós vamos manter o poder aquisitivo até a inflação", afirmou.

Veja também

Nubank protocola pedido de IPO
Economia

Nubank protocola pedido de IPO

FMI pede que G20 aumente ajuda para reestruturar dívida dos países pobres
Economia

FMI pede que G20 aumente ajuda para reestruturar dívida dos países pobres