Eventos

Grandes eventos serão liberados sob consulta

Eventos corporativos, culturais e sociais com público acima de 300 pessoas poderá acontecer já em dezembro

Secretária executiva de Desenvolvimento Econômico, Maíra FischerSecretária executiva de Desenvolvimento Econômico, Maíra Fischer - Foto: Divulgação

O Governo de Pernambuco divulgou ontem, uma diretriz a ser adotada por interessados em realizar eventos corporativos, culturais e sociais com público acima de 300 pessoas. Quem desejar realizar o evento precisará apresentar um documento ao governo com informações obrigatórias na solicitação, como capacidade máxima do local, tamanho do público, tipo de evento, horário entre outras informações. 

No entanto, a solicitação para esses eventos será válida apenas a partir de 1 de dezembro, desde que os números de óbito e casos da Covid-19 estejam seguindo em queda. “Será analisado caso a caso, não é um protocolo. Então para esses eventos, que podem acontecer em formatos diferentes seria muito difícil trabalhar somente com protocolos. Os eventos terão uma autorização especial e os proponentes vão precisar entregar uma proposta deixando claro os pontos estabelecidos pelas diretrizes”, detalha a secretária executiva de Desenvolvimento Econômico, Maíra Fischer. 

Ainda de acordo com ela, as autorizações só vão valer a partir de dezembro. “Já recebemos projetos, mas ainda precisamos acompanhar os próximos dias para analisar o comportamento e os números de óbitos da Covid-19. Se os números voltarem a crescer pode ficar para frente [os eventos]”, afirma. “Abrimos esse primeiro momento para receber com antecedência as propostas, mas vale lembrar que tudo dependerá do número de casos”, acrescenta Maíra.
 

O documento divulgado ontem pelo governo de Pernambuco contém as orientações necessárias para formalizar o pleito, além de informações obrigatórias que devem constar na solicitação, que é exclusiva para personalidades jurídicas privadas. É preciso, por exemplo, apresentar o formato de realização do evento, bem como a garantia de cumprimento do Protocolo Padrão de Convivência com a Covid-19. O documento deve ser nomeado como “Solicitação Especial para Eventos” e deve estar em formato PDF. Solicita-se também enviar uma cópia do documento por e-mail para ([email protected]). 

A respeito dos tradicionais reveillons que acontecem em hotéis pelo litoral do Estado, a secretária também reforçou que para acontecer a realização dos eventos é preciso fazer a solicitação e também acompanhar os números da Covid-19.“Se vier propostas com 
números muito grandes será mais difícil de ser aprovada, mas não estamos fechando as portas para não apresentar as propostas. Tudo dependerá dos números e do formato dos eventos, que serão avaliados individualmente”, explica a secretária dizendo que não há como dar certeza sobre a realização destes e outros eventos. 

Novo normal
Ontem todas as Gerências Regionais de Saúde (Geres) do Estado passaram à mesma Etapa 10 do Plano de Convivência com a Covid-19. Com as etapas andando em paralelo, aproxima-se cada vez mais a Fase azul do plano, que é chamada de “novo normal”. A expectativa do governo estadual é que no próximo dia 3 de novembro, a Etapa 11 seja iniciada, que é quando todas as atividades econômicas voltam a funcionar, respeitando os protocolos gerais e específicos.

 

Veja também

Vendas de máquinas e equipamentos têm alta de 16% em outubro
Economia

Vendas de máquinas e equipamentos têm alta de 16% em outubro

Nova crise de Bolsonaro com a China ameaça superávit recorde com Pequim
economia

Nova crise de Bolsonaro com a China ameaça superávit recorde com Pequim