PLÁSTICO

Grandes marcas fazem apelo por pacto global para reduzir produção de plástico

Ainda este ano, autoridades de todo o mundo vão se reunir nas Nações Unidas para tentar resolver a crise do lixo plástico

Garrafas plásticasGarrafas plásticas - Foto: Pasja1000/Pixabay

Marcas internacionais, como Coca-Cola e PepsiCo, farão nesta segunda-feira (17) um apelo por um pacto global para combater a poluição provocada pelo plástico, que inclui cortes na produção, que é um fator-chave para o crescimento da indústria petrolífera.

Ainda este ano, autoridades de todo o mundo vão se reunir nas Nações Unidas para tentar resolver a crise do lixo plástico, que polui mar e terra e destrói a vida selvagem.

Não está claro se um acordo focaria em reciclagem e gerenciamento de lixo, ou se tomaria medidas mais drásticas como impor limites à produção de itens plásticos, algo que encontraria resistência por parte da indústria química e de petróleo, além de grandes países produtores, como os Estados Unidos.
 

Os mais de 70 signatários do abaixo-assinado incluem conglomerados de produtos de consumo como Unilever e Nestlé, que vendem produtos em embalagens plásticas descartáveis, de xampus a barras de chocolate, além de gigantes do varejo como o Walmart e instituições financeiras, como o banco BNP Paribas.

 

Veja também

Mercado reduz expectativa de inflação para este ano, mas eleva para 2023
INFLAÇÃO

Mercado reduz expectativa de inflação para este ano, mas eleva para 2023

Termina nesta segunda-feira (15) prazo para prefeituras fazerem cadastros no Bem-Taxista
Benefício Taxista

Termina nesta segunda-feira (15) prazo para prefeituras fazerem cadastros no Bem-Taxista