Grupo EQM é condecorado no Prêmio MasterCana Nordeste

Organizador do prêmio, Josias Messias ressaltou a resistência dos produtores de açúcar e etanol no Norte e Nordeste

O ex-prefeito do Recife João Paulo (PCdoB)O ex-prefeito do Recife João Paulo (PCdoB) - Foto: Brenda Alcântara/Folha de Pernambuco

O Grupo EQM, proprietário das usinas Cucaú, em Pernambuco, e Leão, em Alagoas, foi um dos maiores vencedores do Prêmio MasterCana Nordeste. A empresa foi condecorada na categoria 'Desempenho - Reestruturação Empresarial' e foi representada pelo seu diretor, Leonardo Monteiro. O Grupo EQM é presidido pelo empresário Eduardo de Queiroz Monteiro. Além desse, o diretor-executivo, Marcos Henrique Clemente, venceu na categoria Executivo do Ano. Também foram homenageados o ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho - representado por Miguel Ivan Lacerda, diretor de combustíveis do ministério -, como a personalidade do ano; e o presidente Sindaçúcar-PE, Renato Cunha, como o líder do ano.

O executivo do Grupo EQM, Marcos Clemente, dividiu a vitória entre os colegas de empresa. "Esse prêmio é fruto de um trabalho todo arquitetado por doutor Eduardo (de Queiroz Monteiro), e a gente tem a felicidade de estar participando. Esse prêmio é de toda a equipe, e essa reestruturação vem num momento importante para o grupo", afirmou o dirigente, que adiantou os próximos passos da empresa. "A ideia é diversificar o mix de produtos, com diversos tipos de açúcar, aumentando também a produção do etanol e de energia através de biomassa, além de investir na renovação de canaviais para ter a escala suficiente que a usina demanda", acrescentou.

Um dos homenageados, Renato Cunha destacou a importância do Sindaçúcar-PE assumir o papel de protagonismo. "Com uma história de três quartos de século, a postura tem de ser de protagonismo no mundo das energias limpas e também no de alimentos", disse. "O planeta atingirá a marca de 9 bilhões de habitantes até 2050 e precisará de alimentos e energia, e o Brasil vai poder fornecer essa energia e participar do fornecimento desse alimento através do açúcar", complementou. Outro ponto destacado por Cunha foi a importância do programa RenovaBio, no qual o Governo Federal tem ouvido atores do setor. "A partir desse programa, pode haver um novo paradigma na tentativa de descarbonizar o planeta com a participação do carbono neutro a partir do fortalecimento do setor sucroenergético do País", disse.

Organizador do prêmio, Josias Messias ressaltou a resistência dos produtores de açúcar e etanol no Norte e Nordeste. “A gente sabe que a atividade canavieira no Norte e Nordeste apresenta desafios maiores do que em outras regiões, mas mesmo assim, os produtores da região vêm resistindo e se superando, e o nosso papel é estimular o desenvolvimento da atividade nesta região através do reconhecimento das pessoas e das entidades que se destacam”, comentou.

Veja também

Desemprego de trabalhador formal preocupa economistas
Economia

Desemprego de trabalhador formal preocupa economistas

Mega-Sena pode pagar neste sábado (31) prêmio de R$ 52 milhões
Loteria

Mega-Sena pode pagar neste sábado (31) prêmio de R$ 52 milhões