Baterias

Grupo Moura vai ampliar produção em 20% em fábrica na Argentina

Serão investidos US$ 5,2 milhões em uma nova linha de produção de baterias para veículos de porte médio

Baterias Moura desenvolveu primeiro sistema de armazenamento de energia totalmente nacionalBaterias Moura desenvolveu primeiro sistema de armazenamento de energia totalmente nacional - Foto: divulgação

O Grupo Moura vai ampliar em 20% a sua produção na fábrica da Argentina. US$ 5,2 milhões serão investidos em uma nova linha de produção de baterias para veículos de porte médio na unidade de Pilar. Os aportes vão viabilizar o aumento de produção e a geração de 50 novos postos de trabalho no território argentino.

A fábrica já apresenta a linha de produção mais moderna da América do Sul e agora terá sua capacidade ampliada acrescentando um novo mix de produtos à planta. Com uma nova linha de produção de baterias para veículos de porte médio, a organização fechará o ano com 450 mil baterias automotivas produzidas.

A previsão é de que a nova linha de produção passe a funcionar já no primeiro trimestre do próximo ano. O diretor-executivo da Moura Argentina, Roberto Pereira, destaca que o investimento é fruto de um planejamento de longo prazo para substituir as importações de baterias no país argentino, além de gerar emprego e renda em um momento importante de recuperação econômica.

"Nossa cultura organizacional tem como um dos pilares contribuir com o desenvolvimento socioeconômico sustentável nos mercados onde atuamos. Temos um compromisso de 23 anos com a Argentina que se fortalece ainda mais com esse novo investimento. Criaremos não apenas mais oportunidades profissionais, vamos contribuir para o fortalecimento da economia local", reforça.

Com mais de 20 anos comercializando produtos no mercado argentino, o Grupo Moura produz localmente as baterias desde 2011, empregando mais de 280 colaboradores, além de contar um sistema próprio de distribuição.

Veja também

Grandes empresas pedem que governo antecipe prazo para zerar emissões de poluentes
Meio Ambiente

Grandes empresas pedem que governo antecipe prazo para zerar emissões de poluentes

Fundador do Google entra em seleta lista de pessoas com mais de US$ 100 bilhões
Fortuna

Fundador do Google entra em seleta lista de pessoas com mais de US$ 100 bilhões