Fazenda Nacional

Haddad diz que vai seguir déficit zero "obstinadamente"

Ministro comemora avanço de medidas de arrecadação

Ministro da Fazenda, Fernando HaddadMinistro da Fazenda, Fernando Haddad - Foto: Diogo Zacarias/MF

O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, afirmou nesta quinta-feira (30) que a equipe econômica vai perseguir de forma “obstinada” a meta de zerar o rombo nas contas públicas no próximo ano.

Ele comemorou o avanço de medidas no Congresso. Nessa quarta-feira (29), o Senado aprovou uma das principais propostas do ministro para aumentar a arrecadação em 2024.

Os senadores deram aval à proposta que muda a cobrança de imposto sobre os chamados fundos exclusivos (voltados para a alta renda no Brasil) e offshore (no exterior). O governo espera arrecadar R$ 20 bilhões com a medida no próximo ano.

Também na quarta-feira, deputados e senadores instalaram nesta a comissão mista especial que vai analisar a medida provisória (MP) que tributa grandes empresas que possuem benefícios fiscais de ICMS para custeio, e pode render R$ 35 bilhões.

Haddad foi questionado se medidas em tramitação já seriam suficientes para atingir a meta do governo de zerar o rombo fiscal.

"Se não der para alcançar, nós vamos tomar outras medidas. Nós não podemos parar. Nós temos que perseguir essa meta obstinadamente, que o Brasil pode ser o país com melhores condições de investimento sustentável no mundo, tanto do ponto de vista social quanto do ponto de vista ambiental" afirmou.

Veja também

Mega-Sena 2.748: prêmio acumula pela terceira vez e chega a R$ 21 milhões
loteria

Mega-Sena 2.748: prêmio acumula pela terceira vez e chega a R$ 21 milhões

Lei que padroniza índices de correção e juros ainda gera dúvidas a especialistas
padrão

Lei que padroniza índices de correção e juros ainda gera dúvidas a especialistas

Newsletter