IBGE vai passar a monitorar registros de Covid-19

Estudo formará um painel representativo da população brasileira

IBGEIBGE - Foto: Divulgação/IBGE

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) vai iniciar um monitoramento nacional do novo coronavírus, que teve o primeiro paciente registrado no Brasil no dia 26 de fevereiro. Nesta quinta-feira (2) os casos chegam 6.800, com 241 mortes confirmadas em decorrência da doença no país.

Segundo o IBGE, a parceria fechada com o Ministério da Saúde vai implementar uma versão inédita da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio Contínua (PNAD Contínua), com foco no monitoramento da Covid-19.

O estudo formará um “painel longitudinal representativo da população brasileira”, de acordo com o instituto, aplicando o questionário para o mesmo grupo de pessoas, para apresentar os resultados dos casos de síndrome gripal em dados agrupados para Brasil, Grandes Regiões e Unidades da Federação.

Leia também:
Reaplicação do Enem este ano deverá incluir quem estiver com Covid-19
Teste rápido do Covid-19 tem chance de acerto de apenas 25% em resultados negativos, diz ministério


Chamada de PNAD-Covid, o levantamento será feito pelo IBGE de forma remota, com pesquisa por meio do telefone com as mesmas pessoas por pelo menos três meses. As estatísticas oficiais obtidas serão divulgadas semanalmente.

O detalhamento da pesquisa e o cronograma ainda não foram finalizados pelo IBGE.

Acompanhe a cobertura em tempo real da pandemia de coronavírus

 

 

Veja também

Chevrolet Tracker não será produzido por mais 30 dias
FMotors

Chevrolet Tracker não será produzido por mais 30 dias

Nova onda de frio ameaça campo e pode elevar preço de café, frutas e hortaliças
Massa Polar

Nova onda de frio ameaça campo e pode elevar preço de café, frutas e hortaliças