Idoso e pessoa com deficiência têm dez dias para fazer cadastro no BPC

Atualização deve ser feita por quem recebe Benefício de Prestação Continuada (BPC), que inclui pessoas com deficiências. Em PE, 94.795 ainda não fizeram procedimento

IdosoIdoso - Foto: Arquivo/Agência Brasil

Daqui a exatamente dez dias acaba o prazo para quem recebe o Benefício de Prestação Continuada (BPC) realizar sua inscrição no Cadastro Único de Programas Sociais (CadÚnico). O idoso com mais de 65 anos ou a pessoa com deficiência que recebe mensalmente um salário mínimo e que não fizer o cadastro dentro do prazo pode, a partir do próximo ano, ter o benefício suspenso. Em Pernambuco, dos mais de 313 mil beneficiários inseridos no CadÚnico, de acordo com levantamento realizado pelo Ministério de Desenvolvimento Social(MDS), 94.795 ainda faltam realizar o procedimento.

É importante ressaltar que esse prazo final não será mais prorrogado. Portanto, para que os idosos e pessoas com deficiência não deixem de receber o seu benefício, é essencial que procurem, o quanto antes, os Centros de Referência de Assistência Social (Cras) ou a Secretaria de Assistência Social do seu município para se cadastrar”, comenta o secretário executivo de Assistência Social de Pernambuco, lembrando que o cadastramento pode ser feito pelo próprio beneficiário ou, caso ele tenha dificuldade de deslocamento, pelo responsável familiar acima de 16 anos. Para tanto, basta levar o CPF de todas as pessoas que moram com o beneficiário e outros documentos pessoais, como RG e comprovante de residência.

Segundo o ministro Alberto Beltrame, a inscrição no CadÚnico é um requisito obrigatório para a concessão do benefício ,e o registro é o principal caminho para que as famílias participem de outros programas sociais. “As pessoas devem fazer esse cadastro, não apenas para a manutenção do benefício, mas também para entrar no banco de dados para poderem usufruir de outros programas, como Minha Casa, Minha Vida e a tarifa social de energia”, diz Beltrame.

Leia também:
Decreto facilita suspensão de benefício irregular do BPC
Procuradora critica inclusão do BPC na reforma da Previdência

No Recife, o atendimento acontece de segunda a sexta, das 7h às 17h, na Central de Atendimento do CadÚnico para Programas Sociais, localizada no bairro de Santo Antônio, no Centro da cidade. Também é possível realizar o cadastramento em um dos 12 Centros de Referência em Assistência Social (CRAS) da capital pernambucana. Quem tiver dúvidas pode ligar para o telefone 0800 707 2003. “Distribuímos diariamente 500 fichas para os beneficiários do BPC realizarem o cadastro, porém, mesmo assim, só aqui na capital, temos quase 20 mil pessoas que até o momento não realizaram o cadastro”, revela a secretária executiva de Assistência Social do Recife, Gerusa Felizardo.

Atualização
Já os beneficiários do BPC já inscritos no Cadastro Único devem atualizar os dados sempre que houver modificações, como mudança de endereço ou a cada dois anos. A desatualização do cadastro também pode levar à suspensão do benefício.




Veja também

Procenge abre inscrições para curso online de formação de consultores
Tecnologia

Procenge abre inscrições para curso online de formação de consultores

Volkswagen perde metade do lucro em 2020 pela covid-19
Economia

Volkswagen perde metade do lucro em 2020 pela covid-19