Emprego

Incentivado pela indústria, Pernambuco gera 21,8 mil vagas de emprego em setembro

Setor é responsável por quase metade das novas vagas e resultado foi o melhor mês de setembro nos últimos seis anos.

Setor industrial gerou mais de 10 mil vagas, sendo o principal segmento na geração de empregosSetor industrial gerou mais de 10 mil vagas, sendo o principal segmento na geração de empregos - Foto: Agência Brasil

Pelo terceiro mês consecutivo, Pernambuco registrou saldo positivo na geração de empregos com carteira assinada. De acordo com dados do Caged, 45.481 pessoas foram admitidas e 23.680 desligadas em setembro, resultando em um saldo positivo de 21.801 postos de trabalho - o maior do Nordeste. No acumulado do ano, porém, o Estado ainda registra mais demissões do que admissões em 2020, apresentando saldo negativo de –28.963 vagas.  

Este foi o melhor mês de setembro dos últimos seis anos, apesar da pandemia provocada pelo coronavírus. “A notícia renova nossas esperanças neste ano tão difícil. O plano de retomada econômica do Governo do Estado tem sido muito importante, por isso pedimos sempre cuidado de todos. Continuem usando a máscara e se protegendo, porque a saúde e a proteção do seu colega de trabalho também mantêm os empregos em crescimento. Não relaxem nos cuidados”, disse o secretário de Trabalho, Emprego e Qualificação, Alberes Lopes. 

A maior geração de postos de empregos em Pernambuco se deu, respectivamente, nos setores da indústria (10.015), agropecuária (4.521), serviços (3.182) e construção (1.640). No segmento industrial, o subsetor da fabricação e refino de açúcar foi responsável por aproximadamente 73% das 10.015 vagas geradas. Já na agropecuária, dos 4.501 empregos criados, mais de 2.200 foram abertas no cultivo da cana. “Esse resultado é um sinal muito forte de que estamos no caminho certo pela forma que estamos retomando nossa economia e trazer de volta esse indicador de bem estar econômico que é o emprego”, destacou o secretário de Desenvolvimento Econômico, Bruno Schwambach. 

Outros segmentos que se destacaram foram o da Construção Civil, que criou 1.640 vagas, com destaque para construção de edifícios (826 vagas) e do Comércio, que criou vagas em todas as atividades. 

BRASIL 

No Brasil, houve 1.379.509 admissões e 1.065.945 desligamentos, gerando um saldo positivo de 313.564 no mês de setembro contra 244.024 de agosto. No acumulado do ano, o país teve um saldo de -558.597 empregos com carteira assinada. 

Veja também

Brasileiros acreditam em inflação de 4,8% nos próximos 12 meses
Economia

Brasileiros acreditam em inflação de 4,8% nos próximos 12 meses

Lei sobre Internet das Coisas pode gerar milhões de empregos, diz Ministério das Comunicações
Brasil

Lei sobre Internet das Coisas pode gerar milhões de empregos, diz Ministério das Comunicações