Economia

Indicador antecedente da economia brasileira cai 0,9%, diz FGV

O IACE é calculado com base em oito componentes que medem a atividade econômica no Brasil

Notas de RealNotas de Real - Foto: Agência Brasil

O Indicador Antecedente Composto da Economia Brasileira (IACE), medido pela Fundação Getulio Vargas (FGV), recuou 0,9% de abril para maio deste ano. Com isso, o indicador, que busca antecipar tendências econômicas, atingiu 116,1 pontos, em uma escala de zero a 200 pontos.

O IACE é calculado com base em oito componentes que medem a atividade econômica no Brasil, entre eles o Ibovespa (índice da bolsa de valores de São Paulo) e os índices de expectativas da FGV. Cinco componentes tiveram queda em maio.

Leia também:
IGP-M acumula inflação de 6,44% em 12 meses, diz FGV
Bolsa de Valores atinge 1 milhão de investidores pessoa física 

Outro índice, o Indicador Coincidente Composto da Economia Brasileira (ICCE), que mede as condições econômicas atuais, por outro lado, teve alta de 0,7%, passando para 103,8 pontos em maio.

Veja também

Acionistas do Twitter se reúnem nesta quarta-feira em meio a incertezas sobre compra por Musk
REDE SOCIAL

Acionistas do Twitter se reúnem nesta quarta-feira em meio a incertezas sobre compra por Musk

Segunda edição do Suape Conecta visa fortalecer relacionamento com empresas instaladas no porto
Sustentabilidade

Segunda edição do Suape Conecta visa fortalecer relacionamento com empresas instaladas no porto