Índice que reajusta aluguel acumula inflação de 6,68% em 12 meses

A queda da taxa de março para abril foi puxada pelos preços no atacado e na construção, de acordo com a Fundação Getulio Vargas (FGV)

Inflação do aluguelInflação do aluguel - Foto: Branda Alcântara/Arquivo Folha

O Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M), usado no reajuste dos contratos de aluguel, registrou inflação de 0,80% em abril deste ano. O percentual é inferior ao apurado em março (1,24%). Com isso, o índice acumula taxas de inflação de 2,50% no ano e de 6,68% em 12 meses.

A queda da taxa de março para abril foi puxada pelos preços no atacado e na construção, de acordo com a Fundação Getulio Vargas (FGV). O Índice de Preços ao Produtor Amplo, que mede o atacado, registrou inflação de 1,12% em abril, abaixo do 1,76% de março.

Leia também:
Artigo que suspende aluguel causa polêmica e pode ser retirado de projeto no Senado
Prévia da inflação registra menor resultado para abril desde 1994
Inflação de cesta de compras de idosos chega a 0,88% no 1º trimestre


O Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) passou de 0,38%, em março, para 0,18% em abril. Por outro lado, o Índice de Preços ao Consumidor, que mede o varejo, teve leve alta, ao passar de 0,12% em março para 0,13% em abril.

Veja também

Procon-PE orienta consumidores sobre cobranças vexatórias e indevidas; saiba a diferença
Direito do Consumidor

Procon-PE orienta consumidores sobre cobranças vexatórias e indevidas; saiba a diferença

Caixa pode fazer novas antecipações de saques do auxílio emergencial
Pandemia

Caixa pode fazer novas antecipações de saques do auxílio emergencial