Indústrias de pequeno porte são destaque no 108º Condic

Nesta reunião 263 vagas foram aprovadas, sendo 203 no interior do estado. As três empresas que mais vão empregar são dos municípios de Bonito, Belo Jardim e Lagoa Grande, respectivamente. No encontro ainda foi divulgado o pedido de prorrogação da terceiri

108º Condic aprovou R$ 22,5 milhões em investimentos no Estado 108º Condic aprovou R$ 22,5 milhões em investimentos no Estado  - Foto: Caio Danyalgil

O Conselho Estadual de Políticas Industrial, Comercial e Serviços (Condic) aprovou R$ 22,5 milhões de investimentos no setor industrial de Pernambuco, com a geração de 263 novos postos de trabalho. Os números foram apresentados durante o 108º encontro na Agência de Desenvolvimento de Pernambuco (AD Diper), que discutiu e aprovou os projetos que vão investir R$ 16,1 milhões e gerar 60 vagas de emprego na Região Metropolitana do Recife, e R$ 6,1 milhões e 203 vagas no interior do Estado.

O destaque na geração de empregos é para a empresa Fabricação de Colchões e Estofados Lunicks Eireli, em Bonito, que vai gerar 96 vagas diretas na sua instalação, a IBA Indústria Brasileira de Sorvetes Ltda, que se implantará em Belo Jardim, criando 35 vagas e a Vinícola Mandacaru, Comércio, Importação e Exportação Ltda EPP, que irá ampliar sua instalação com uma nova linha de produtos em Lagoa Grande e vai gerar 26 vagas.

Leia também:
Pernambuco recebe investimento de R$ 200 milhões em conectividade
Aché inaugura 1ª fase de sua nova fábrica em Pernambuco


Entre os municípios que foram beneficiados estão Jaboatão dos Guararapes, Paulista, Recife, Cabo de Santo Agostinho, Abreu e Lima, Bonito, Belo Jardim, Bodocó, Pesqueira, Vitória de Santo Antão e Lagoa Grande.

Segundo o secretário de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco, Bruno Schwambach, a concessão de benefícios para as indústrias faz com que as regiões produtivas do Estado possam se desenvolver melhor. “A política de desenvolvimento econômico ela não envolve apenas a concessão de benefícios, a gente tem uma estrutura montada para prospectar cada cadeia produtiva, cada região do estado, identificar o potencial e ver de que forma a gente pode trazer investimento e gerar oportunidade de emprego e renda. Temos que utilizar todos os programas e ferramentas para promover o desenvolvimento econômico”, destacou.

Já o presidente da AD Diper, Roberto Abreu e Lima, aponta que apesar do baixo valor dos investimentos, o Condic mostra que não é uma exclusividade das grandes empresas. “O mais interessante são os empregos no interior, isso gostamos de destacar, esse é o Condic dos projetos de pequeno porte, com destaques para ampliações e mostrando para a sociedade que o Prodepe não é feito apenas para grandes empresas, não existe nenhum preconceito nem um privilegio as grandes empresas”, afirmou.

Na reunião também foi divulgado que a Marilan solicitou a prorrogação do prazo da terceirização dos serviços por mais um ano. De acordo com o presidente da AD Diper, essa prorrogação não vai impactar vagas de emprego em Pernambuco. “A gente tem na legislação do Prodepe a possibilidade de que a empresa comece a utilizar incentivos fiscais a partir da confecção, da produção em outra unidade fora do estado, isso em um período curto de um ano, podendo ser prorrogado por mais um ano, isso é uma forma de quando atrair à empresa a gente dizer que enquanto fase de construção já pode começar a utilizar um beneficio de produtos comercializados aqui e produzidos em outra unidade”, apontou Roberto.

Roberto reforçou ainda que apesar desse prazo por mais um ano, a Marilan já está com as obras avançadas. “A Marilan está indo bem, estamos acompanhando o andamento obra, e deve ser inaugurada entre maio e junho do próximo ano, com mais de 200 empregos gerados”, disse.

EM 2019
Neste ano já foram realizadas cinco reuniões do Condic com a aprovação de 98 projetos sendo 49 de indústrias, com 24 empreendimentos na Região Metropolitana e 24 no interior do Estado, 30 de importadoras e 19 de centrais de distribuição. Com todos esses projetos, R$ 419,9 milhões foram injetados em Pernambuco, sendo R$ 267,9 milhões no interior e R$ 152 milhões na RMR. Quanto a geração de emprego, até o momento 2.487 postos de trabalho foram criados, sendo 1.381 sediados no interior e 1.106 na Região Metropolitana.

Veja também

TJPE libera realização de provas de Concurso Público em Gravatá
Justiça

TJPE libera realização de provas de Concurso Público em Gravatá

Carrefour anuncia que vai deixar de usar seguranças terceirizados
Serviço nas lojas

Carrefour anuncia que vai deixar de usar seguranças terceirizados