A-A+

Inflação foi pouco impactada pela alta do dólar, diz BC na ata do Copom

Medidas de controle da inflação se elevaram para níveis apropriados para manter a trajetória dos preços em linha com as metas

dólardólar - Foto: Petr Kratochvil / Public Domain Pictures

O Banco Central avaliou que a alta do dólar tem tido pouco impacto na inflação, com exceção de alguns preços administrados, segundo a ata do Comitê de Política Monetária (Copom) divulgada nesta terça-feira (25).

A autoridade monetária ressaltou, porém, que as medidas de controle da inflação se elevaram para níveis apropriados para manter a trajetória dos preços em linha com as metas, que são de 4,5% para 2018, e 4,25% para 2019, com margem de 1,5 ponto percentual para mais ou para menos.

Leia também:
Presidente do Banco Central da Argentina renuncia ao cargo
Dólar abre em alta, cotado a R$ 4,12


O BC apontou que isso requer flexibilidade para ajustar gradualmente a condução da política monetária quando e se houver necessidade.

Na semana passada, na última reunião antes da eleição do próximo presidente do Brasil, o BC manteve a taxa básica de juros em 6,50% ao ano, seu menor nível histórico, mas apontou que pode subi-la adiante caso haja piora do quadro atual, conforme as incertezas ligadas às eleições vêm guiando uma escalada do dólar frente ao real.

Veja também

Estatais de Exército e Marinha são excluídas de auditoria sobre pagamentos de R$ 44 mi acima do teto
Governo

Estatais de Exército e Marinha são excluídas de auditoria sobre pagamentos de R$ 44 mi acima do teto

Com faturamento de R$ 41 bi, mercado pet já vende mais que linha branca
Economia

Com faturamento de R$ 41 bi, mercado pet já vende mais que linha branca