Infraestrutura: leilões serão mantidos apesar da pandemia

Ministro Tarcísio Freitas garantiu que pandemia não afetará datas

Tarcísio Freitas, ministro da InfraestruturaTarcísio Freitas, ministro da Infraestrutura - Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

A agenda dos leilões de concessão de ativos no setor de infraestrutura para 2020 será mantida, apesar da crise causada pelo novo coronavírus, informou nesta segunda-feira (11) o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, durante reunião de videoconferência online com investidores.

De acordo com o ministro, a manutenção da data dos leilões é “importante para afastar a nuvem de incertezas”, disse ele, conforme nota divulgada pela pasta. Dessa forma, o andamento dos processos “segue o cronograma estabelecido e há condições para que os certames ocorram no prazo, mesmo com a pandemia da Covid-19.”

Leia também:
32 milhões de trabalhadores podem ficar sem renda e sem direito ao auxílio emergencial, diz estudo
Sangue masculino tem mais enzima que leva o coronavírus a infectar células


“Não paramos nenhuma atividade dos nossos projetos de concessão”, disse o ministro. “Estamos trabalhando para que no dia 28 de agosto aconteça o primeiro leilão”, acrescentou ao lembrar que, até 2022, serão concedidos projetos que demandarão mais de R$ 239 bilhões em investimentos privados ao longo dos próximos 30 anos.

Acompanhe a cobertura em tempo real da pandemia de coronavírus

 

 

Veja também

Tarifa social de energia chegará 23,8 milhões de famíliasEnergia

Tarifa social de energia chegará 23,8 milhões de famílias

Mouse, SSD e nobreak estão entre os produtos mais buscados durante a Cyber Monday
REDES SOCIAIS

Mouse, SSD e nobreak estão entre os produtos mais buscados durante a Cyber Monday