Innovatio!! Pernambuco!!

Muitas vezes o entendimento da palavra estratégia é compreendido de forma errônea.

Rainier Michael, Cônsul da EslovêniaRainier Michael, Cônsul da Eslovênia - Foto: Rafael Furtado/Folha de Pernambuco

Inovação significa criar algo novo. A palavra é derivada do termo latim innovatio...

Questiono diariamente se estamos acertando os alvos em nosso planejamento estratégico, não apenas nas empresas, mas dentro do posicionamento estratégico diplomático de Pernambuco com o Mundo e vice-versa.

Recentemente visitando a IEDC – International School of Management em Bled, Eslovênia, tive contato com a obra do Prof. Roger Martin, da Universidade de Toronto, Canadá; este sustenta que “Planejamento Estratégico não é Estratégia”.

Muitas vezes o entendimento da palavra estratégia é compreendido de forma errônea. O empresariado e o poder público têm dispendido uma grande quantidade de tempo e dinheiro preparando longos planejamentos estratégicos.

Geralmente o que observamos na prática é que estes, além de não ajudarem, não são colocados em prática. Poderia exemplificar com os termos amplamente utilizados em planejamentos estratégicos: Foco no Cliente (customer-oriented) ou Operacionalmente Eficiente (operationally effective); esses termos, na verdade, demonstram
nada mais que uma decisão de não sermos “estúpidos”. Isto não é uma estratégia para vencermos!

Se a “sua” estratégia não especifica as “suas” escolhas, provavelmente é uma estratégia que não mereceria ser compartilhada.

A essência de uma estratégia vencedora é razoavelmente simples; uma empresa/entidade e ou estado que quiser “fazer” muitas coisas ao mesmo tempo não irá muito longe. Você precisa fazer escolhas e escolher as que lhe darão sucesso!

Outra questão que não combina com planejamento estratégico é o “jeitinho”; não devemos depender da sorte, pois não é sinônimo de sustentabilidade!

No processo de escolhas, alguma das perguntas que devemos fazer são:

- Qual é a sua aspiração para ser vencedor?

- Como o “jogo” vai ser jogado?

- Quais as capacidades necessárias?

- Que sistemas de gestão serão necessários?

Em um mundo de grandes transformações, nós, usuários de smartphones, estamos muito mais “desenvolvidos”, ágeis e conectados que a maioria das empresas e instituições.

É frequente encontrar empresas, instituições empresariais e acadêmicas que pretendem ter uma atuação internacional, muitas delas intituladas de “cartão postal” de uma cidade ou região, que não possuem um site em Inglês/Espanhol e pessoas minimamente preparadas para dar prosseguimento em um processo de internacionalização.

Uma estratégia está baseada em escolhas e muito dialogo ao longo do processo, e não no plano!

O guru Henry Mintzberg disse: “ O ambiente é imprevisível e os fatores que interferem e interagem com a sua estratégia são inúmeros, consequentemente, a estratégia é algo que deve ser adaptada frequentemente”.

Precisamos criar e sustentar diálogos periódicos entre o empresariado, o poder público e o “Hub Consular” presente em Pernambuco se quisermos tirar o melhor proveito para o crescimento social e econômico sustentável.

Vamos inovar e sair da crise, juntos!

“A necessidade é a mãe da inovação”. Platão

*Empresário há 35 anos, Rainier Michael tem ampla experiência em trocas internacionais. O trabalho realizado por ele junto ao consulado esloveno, e designado “Diplomacia Econômica”, interpreta sob uma visão humana o desenvolvimento e o crescimento do Nordeste. Paulista de nascença, Michael se mudou para Pernambuco há dez anos, quando seus negócios no Estado cresceram de forma a tornar indispensável sua presença aqui. Seu comparecimento nos mercados pernambucanos, entretanto, é mais antigo do que isso. Antes de assumir o consulado, já era representante da Sociedade Brasil-Alemanha no Nordeste. É destacável, também, sua atuação enquanto presidente do Rotary Club Recife. ([email protected])

* A Folha de Pernambuco não se responsabiliza pelo conteúdo das colunas.

Veja também

Não dá para ficar muito tempo mais com auxílio, diz Bolsonaro
Auxílio Emergencial

Não dá para ficar muito tempo mais com auxílio, diz Bolsonaro

INSS define como comprovar vida de beneficiário que mora no exterior
Benefício

INSS define como comprovar vida de beneficiário que mora no exterior