INSS publica edital para contratar 8.230 militares e servidores aposentados

As inscrições começam na segunda-feira (4) e terminam em 10 de maio, informou o INSS

INSSINSS - Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O governo federal publicou nesta quinta-feira (30) no Diário Oficial da União edital com as regras para a contratação temporária de 8.230 servidores civis aposentados e militares da reserva que vão atuar no atendimento e na análise de pedidos de benefícios de segurados do INSS, além de em outras atividades da área previdenciária.

As inscrições começam na segunda-feira (4) e terminam em 10 de maio, informou o INSS. No dia 18 de maio, serão divulgados a lista de inscritos e o resultado preliminar. Em 26 de maio, sairá o resultado final do processo seletivo. A íntegra do edital e os anexos podem ser consultados no site inss.gov.br/temporarios.

O processo seletivo simplificado para a contratação por prazo determinado de aposentados pelo RPPS (Regime Próprio de Previdência Social) da União e de militares inativos das Forças Armadas é uma medida emergencial para reduzir a fila de espera por benefícios, que acumula cerca de 1,8 milhão de pedidos.

De acordo com o edital, as vagas foram divididas em oito grupos, com indicação das atividades gerais e específicas e do perfil do profissional que poderá se candidatar.
Cada candidato concorrerá exclusivamente para um grupo, vedada a inscrição para mais de um grupo.

As atividades classificadas como específicas são de concorrência exclusiva para os aposentados das carreiras de seguro social, perito médico federal, perito médico previdenciário e supervisor médico-pericial. Os militares inativos das Forças Armadas poderão se inscrever para as atividades classificadas como gerais.

Leia também:
INSS recebe atestado por aplicativo; e auxílio pode ser pago sem perícia
Governo adia pagamento de precatórios do INSS


As vagas estão distribuídas da seguinte forma: 7.400 vagas para atendimento ao público nas agências do INSS e no apoio operacional; 255 vagas para SMPF (Subsecretaria de Perícia Médica Federal); 235 vagas para CRPS (Conselho de Recursos da Previdência Social); 50 vagas para Subsecretaria de Regimes Próprios; e 290 vagas para o SGP/DECIPEX (Departamento de Centralização de Serviços de Inativos, Pensionistas e Órgãos Extintos da Secretaria de Gestão de Pessoal).

Não haverá limite de vagas para os aposentados da carreira de seguro social, mas precisam ter se aposentado nos últimos cinco anos e possuir experiência na análise de benefício. Do total de vagas destinadas a cada um dos oito grupos, 5% será destinado preferencialmente a aposentados pelo RPPS (Regime Próprio de Previdência Social) da União e a militares inativos das Forças Armadas que se enquadrem como pessoas com deficiência.

Veja também

Vacina é a política econômica mais eficiente, diz presidente do Santander
Economia

Vacina é a política econômica mais eficiente, diz presidente do Santander

TCU aponta ilegalidade em uso de dinheiro do SUS para distribuir cloroquina e cobra Pazuello
Saúde

TCU aponta ilegalidade em uso de dinheiro do SUS para distribuir cloroquina e cobra Pazuello