INSS: segurado deve fazer prova de vida até esta quarta

Prazo para que os aposentados e os pensionistas do INSS?atualizem seus cadastros nos bancos onde recebem o benefício acaba hoje

É recomendável que quem tiver pendências com a previdência social, comece a resolvê-lasÉ recomendável que quem tiver pendências com a previdência social, comece a resolvê-las - Foto: Arquivo/Agência Brasil

Termina esta quarta (28) o prazo para que segurados do Instituto Nacional de Seguro Social (INSS) realizem a prova de vida junto aos bancos em que recebem o benefício. No entanto, apesar do fim do período, dos 34 milhões de pessoas que recebem benefícios sociais, cerca de 3,2 milhões de segurados ainda não realizaram o procedimento anual e obrigatório, criado para evitar fraudes e pagamentos indevidos. Em Pernambuco, cerca 129,9 mil segurados correm o risco de terem seus benefícios bloqueados por não provarem que estão vivos.

Inicialmente, o prazo para o comparecimento das pessoas que ainda não fizeram a comprovação de vida terminaria em 31 de dezembro de 2017, mas devido ao grande número de beneficiários que não tinham realizado o procedimento, o período foi prorrogado até hoje.

Todos os segurados que recebem por meio de conta corrente, da poupança ou por cartão magnético têm que se dirigir ao banco em que recebem o benefício, sem a necessidade de ir a uma Agência da Previdência Social. Para realizar a prova de vida basta apresentar um documento de identificação com foto, como carteira de trabalho, de identidade ou nacional de habilitação.

Quem não puder comparecer na instituição financeira por motivos de doença ou dificuldade de locomoção, o INSS informa que, nesse caso, a comprovação poderá ser realizada por um procurador, que deverá estar cadastrado no instituto. Para quem não tem o cadastro, a orientação é se dirigir à Agência da Previdência Social, munido do modelo de procuração disponível no sítio do INSS na internet (www.inss.gov.br) e o atestado médico comprovando a incapacidade do segurado, além dos documentos de identificação do procurador e segurado, respectivamente.

Exterior
A prova de vida também é uma exigência para os beneficiários que moram no exterior. Nesse caso, a comprovação pode ser realizada por meio de um procurador cadastrado, por um documento emitido por consulado ou, ainda, pelo Formulário Específico de Atestado de Vida para o INSS, que está disponível no site da Repartição Consular Brasileira ou no site do INSS.

O INSS reforça que o segurado que não realizar a prova de vida junto ao banco corre o risco de ter o pagamento suspenso. No entanto, para que tudo volte a sua normalidade, basta que o beneficiário compareça à agência bancária pagadora para atualizar a situação.

Veja também

Contratação de temporários para o Natal deve ser a menor desde 2015
economia

Contratação de temporários para o Natal deve ser a menor desde 2015

Faturamento do setor de turismo no Brasil tem redução de 33,6% em 2020
turismo

Faturamento do setor de turismo no Brasil tem redução de 33,6% em 2020