Intel Software Day debate inteligência artificial no Recife

Evento foi realizado pela primeira vez na cidade durante a The Developers Conference

Intel Software Day realizado na Universidade Católica de PernambucoIntel Software Day realizado na Universidade Católica de Pernambuco - Foto: Intel/Divulgação

O segundo dia do The Developers Conference, evento para desenvolvedores de software, foi reservado para um ciclo de palestras da Intel. A empresa promoveu, nesta sexta-feira (11), na Universidade Católica de Pernambuco o "Intel Software Day", que teve como temática as aplicações da inteligência artificial em vários campos.

Com palestras durante todo o dia, o evento aconteceu pela primeira vez no Recife e reuniu temas diversos dentro da inteligência artificial. A primeira atividade ficou por conta do evangelista de tecnologia da Intel Brasil, Jomar Silva. Ele falou sobre as tecnologias utilizadas na indústria de software para o desenvolvimento de projetos otimizados em Visão Computacional, Inteligência Artificial e Gráficos.

“Se você ver a utilização de uma ‘Lexa’, da Amazon, por exemplo, já está aqui no Brasil. O usuário final acaba utilizando inteligência artificial sem perceber, e isso é legal porque ajuda a desmistificar um pouco do que é a IA”, disse Silva.

Além disso, o palestrante reforçou a importância de trazer o tema para o Recife. “Tem muita coisa de tecnologia e de software por aqui, então queríamos voltar a fazer eventos por aqui para ajudar o ecossistema”, afirmou o evangelista.

Com mais de sete anos de experiência na Intel, o evangelista já trabalhou com tecnologias para desenvolvimento de soluções em Internet das Coisas, robótica, aplicações móveis, comunicação, segurança e gerenciamento, sempre ligado a desenvolvedores e comunidades Open Source.

Além da palestra de Jomar, outras atividades como a apresentação sobre o "Certiface", mecanismo de reconhecimento facial que ajuda a combater fraudes, ministrada por Alessandro Faria aconteceram pelo período da manhã.

À tarde, um dos destaques foi o projeto de alunas da Universidade Federal de Pernambuco sobre o AuTecla, um projeto que visa ajudar no processo de aprendizagem e na assistência de crianças com autismo, envolvendo as crianças, pais, médicos e terapeutas no tratamento.

Responsável pela liderança da área de software da Intel na América Latina, Túlio Marin comandou as atividades no dia, e falou sobre o futuro dos eventos da Intel no Recife. “Nós já tínhamos projetos junto à UFPE, mas queremos trazer estes tipos de evento mais vezes”, afirmou.

Porém, mesmo quem não pôde conferir pessoalmente o conteúdo pode aproveitar as ferramentas gratuitas na internet, como o Intel Education e o site de softwares da Intel.

Leia também:
Recife receberá evento para desenvolvedores de software em outubro
REC'n'Play já planeja a edição do próximo ano com espaço para negócios
Tóquio-2020: Intel e Comitê Olímpico Internacional realizarão torneio de esports 

The Developers Conference

Pela primeira vez no Recife, o The Developers Conference já excedeu as expectativas quanto ao número de inscritos. Voltado para desenvolvedores de software, o evento teve mais de três mil inscritos, 110 coordenadores, mais de 400 palestrantes e empresas de vários lugares do Brasil e do mundo.

Fundadora do TDC, Yara Senger falou sobre a edição pernambucana do evento. “Nosso plano é de fato fazer com que o evento seja de calendário, fortalecendo todo o ecossistema do Nordeste”, disse.

Além das atividades da Intel, um espaço para “meeting” de desenvolvedores e empresas interessadas foi realizado próximo ao bloco G da Unicap. Trilhas para Android, Games, Python e outros temas aconteceram pela universidade, reunindo públicos diversos. 

Veja também

Consumidores reclamam de Black Friday sem descontos atrativos
Promoção

Consumidores reclamam de Black Friday sem descontos atrativos

Siderúrgicas dizem que possibilidade de faltar aço 'é zero'
economia

Siderúrgicas dizem que possibilidade de faltar aço 'é zero'