Investimentos têm queda de 8,9% em março, diz Ipea

O indicador analisado pelo Ipea mede os investimentos em aumento da capacidade produtiva da economia e na reposição da depreciação do estoque de capital fixo

RealReal - Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil

O impacto econômico da pandemia do coronavírus causou uma queda de 8,9% nos investimentos em março, aponta pesquisa divulgada nesta quinta (7) pelo Instituto de Pesquisa Econômica e Aplicada (Ipea).

A retração da Formação Bruta de Capital Fixo, como são chamados os investimentos, se deu na comparação com fevereiro e puxou para baixo os dados do primeiro trimestre de 2020, que ainda terminou com uma alta de 1,7% em relação ao fim de 2019.

O indicador analisado pelo Ipea mede os investimentos em aumento da capacidade produtiva da economia e na reposição da depreciação do estoque de capital fixo. Na comparação com março de 2019, também houve queda: 0,9%. Já o primeiro trimestre de 2020 cresceu 4% frente ao mesmo período de 2019.

Leia também:
Guedes cobrou que dinheiro chegue a pequenas empresas, diz secretário do Ministério da Economia
Pandemia gera impacto de R$ 890 milhões na economia do Recife
Maia rebate discurso de Guedes e diz que congelar salário não significa economia real


Os investimentos em máquinas e equipamentos tiveram um recuo de 15,1% em março, na comparação com fevereiro. Essa retração foi maior nas importações, que diminuíram 35,9%. A produção nacional desses equipamentos caiu com menor intensidade: 9,5%.

Outro componente do indicador, a construção civil também teve um resultado negativo em março, com uma diminuição de investimentos de 6,7%.

Veja também

Quina de São João terá prêmio de R$ 190 milhões
Loterias

Quina de São João terá prêmio de R$ 190 milhões

Novo aporte do Nubank deve aumentar concorrência no sistema financeiro
Negócios

Novo aporte do Nubank deve aumentar concorrência no sistema financeiro