IPC-S acumula alta de 6,18% em 2016, diz FGV

Elevação foi puxada por seis das oito classes de despesa pesquisadas

Confira as principais manchetes de hojeConfira as principais manchetes de hoje - Foto: Divulgação

O Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) acumulou alta de 6,18% entre janeiro e dezembro de 2016. Na última semana do ano, a inflação medida pelo índice divulgado pela Fundação Getúlio Vargas teve alta de 0,33%, 0,09 ponto percentual acima do registrado na semana anterior.

A elevação foi puxada por seis das oito classes de despesa pesquisadas. O grupo de transportes teve alta de 0,78%, contra 0,55% na aferição anterior. A gasolina teve forte influência nesse resultado ao passar de 0,76% para 2,05%.

Os gastos com alimentação fecharam a última semana do ano com inflação de 0,44%, contra 0,35% no período anterior. As despesas com saúde e cuidados pessoais passaram de 0,63% para 0,71%. Os itens relacionados à comunicação subiram de 0,10% para 0,25%. As despesas diversas variaram de 1,14% para 1,50%.

Os grupos habitação, educação, leitura e recreação apresentaram queda na inflação na última semana do ano, O primeiro caiu de -0,64 para -0,67 e o outro de 1,05% para 0,95%.

Ao longo do ano, os itens com maiores influência para a alta foram: planos de saúde (13,2%), tarifas de ônibus urbano (9,6).

Veja também

Governo avalia criar regime especial de compensação de banco de horas durante pandemia
Mercado de Trabalho

Governo avalia criar regime especial de compensação de banco de horas durante pandemia

Mercado externo influencia dólar, que fecha o dia estável
Economia

Mercado externo influencia dólar, que fecha o dia estável