IPC-S fecha maio com queda de preços de 0,54%

O acumulado em 12 meses é de 1,83% de inflação

DinheiroDinheiro - Foto: Reprodução / Internet

O Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S), medido pela Fundação Getulio Vargas (FGV), fechou maio com deflação (queda de preços) de 0,54%. A taxa é menor do que a observada em abril (-0,18%).

Os números foram divulgados, no Rio de Janeiro, pela FGV. A pesquisa foi realizada em Recife, Rio de Janeiro, São Paulo, Brasília, Porto Alegre, Belo Horizonte, Salvador.

O acumulado em 12 meses é de 1,83% de inflação. Quatro das oito classes de despesas tiveram inflação em maio, com destaque para os alimentos, que passaram a custar 0,37% mais caros no período.

Leia também:
Prévia da inflação oficial registra queda de preços de 0,59% em maio
Queda da economia este ano pode superar 5%, diz Campos Neto
Ministério da Economia espera queda maior do PIB no segundo trimestre


Gastos com saúde e cuidados pessoais também tiveram alta de preços (0,21%). Outros grupos com registro de inflação foram despesas diversas (0,10%) e comunicação (0,01%).

Quatro classes de despesas tiveram deflação, com destaque para transporte (-2,06%) e educação, leitura e recreação (-2,12%). Os outros grupos com queda de preços foram habitação (-0,19%) e vestuário (-0,23%).

Veja também

Câmara acelera tramitação de projeto que quebra monopólio dos Correios
Economia

Câmara acelera tramitação de projeto que quebra monopólio dos Correios

Governo avalia criar regime especial de compensação de banco de horas durante pandemia
Mercado de Trabalho

Governo avalia criar regime especial de compensação de banco de horas durante pandemia