IR: Receita Federal recebeu 6,5 milhões em quase um mês

Foram pagos 6.437.145 em declarações do Imposto de Renda Pessoa Física para a Receita Federal. O total equivale a 22,4% dos 28,8 milhões de documentos esperados para este ano

Receita Federal recebeu 6.437.145 declarações do IR em quase um mêsReceita Federal recebeu 6.437.145 declarações do IR em quase um mês - Foto: Pixabay

Em quase um mês de entrega, pouco mais de 20% dos contribuintes acertaram as contas com o Fisco. Até as 17h de quinta (29), a Receita Federal recebeu 6.437.145 declarações do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF). O total equivale a 22,4% dos 28,8 milhões de documentos esperados para este ano. O programa de preenchimento da declaração de 2018, ano-base 2017, está disponível no site da Receita Federal. O prazo para a entrega da declaração começou em 1º de março e vai até as 23h59min59s de 30 de abril.

Está obrigado a declarar quem recebeu rendimentos tributáveis, em 2017, em valores superiores a R$ 28.559,70. No caso da atividade rural, deve declarar quem teve receita bruta acima R$ 142.798,50. 

Leia também:
Quase 20% dos contribuintes já entregaram declaração do Imposto de Renda
Receita Federal tem projeto para unificar PIS e Cofins
Professor terá prioridade no recebimento da restituição do IRPF

Também estão obrigadas a declarar as pessoas físicas: residentes no Brasil que receberam rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma foi superior a R$ 40 mil; que obtiveram, em qualquer mês, ganho de capital na alienação de bens e direitos, sujeito à incidência do imposto ou que fizeram operações em bolsas de valores; que pretendem compensar prejuízos com a atividade rural; que tiveram, em 31 de dezembro de 2017, a posse ou a propriedade de bens e direitos, inclusive terra nua, de valor total superior a R$ 300 mil; que passaram à condição de residentes no Brasil em qualquer mês e assim se encontravam em 31 de dezembro; ou que optaram pela isenção do IR incidente sobre o ganho de capital com a venda de imóveis residenciais para a compra de outro imóvel no país, no prazo de 180 dias contados do contrato de venda.

   Multa

A multa para quem apresentar a declaração depois do prazo é de 1% por mês de atraso, com valor mínimo de R$ 165,74 e máximo de 20% sobre o imposto devido. As deduções por dependente estão limitadas a R$ 2.275,08.

 

Veja também

Pernambuco registra crescimento no número de endividados pelo terceiro mês consecutivo
Divida

Pernambuco registra crescimento no número de endividados

Ferreira Costa abre 400 vagas em Caruaru
Oportunidade

Ferreira Costa abre 400 vagas em Caruaru