Consumo

Isolamento social aumenta consumo de vinho no Brasil, aponta pesquisa

Dos 83 milhões de consumidores de vinho no país, 46% tomam a bebida pelo menos uma vez por semana

VinhoVinho - Foto: Léo Malafaia / Folha de Pernambuco/arquivo

O brasileiro nunca consumiu tanto vinho como neste último ano de pandemia. Em média, foram 2,78 litros de vinho per capita. O valor representa um aumento de mais de 30%, comparado com 2019. É o que revela um estudo divulgado pela plataforma CupomValido, sobre o consumo de vinho no Brasil e no mundo.

Dos 83 milhões de consumidores de vinho no país, 46% tomam a bebida pelo menos uma vez por semana, e 53% pelo menos uma vez por mês. O Brasil fica atrás apenas da Argentina.

Mas você conhece o profissional que está por trás da elaboração da bebida? Na sexta- feira (22), é comemorado o Dia do Enólogo, profissional que estuda e cuida da elaboração do vinho. “Esse profissional é responsável por acompanhar o processo inicial, desde o plantio, quanto os posteriores como a colheita, a produção, até o processo final do produto, o engarrafamento, transporte e venda”, explica o gastrônomo e docente do Centro Universitário dos Guararapes (UNIFG), Erick Buarque.


Ainda segundo a pesquisa, o vinho tinto é o preferido dos brasileiros, com 55% da preferência. O branco fica em segundo lugar, com 25%. Em terceiro, está o rosé, com 20% do total. No caso do tinto, o tipo preferido dos brasileiros são os da uva Malbec, originária da França e com quase 59% do plantio mundial. Em sequência, aparecem Cabernet Sauvignon e Merlot. Para os vinhos do tipo branco, a primeira opção é a do tipo Chardonna.

A uva do tipo Sauvignon Blanc e a Moscato estão na segunda e terceira posição, respectivamente. Mas uma grande dúvida que surge entre os amantes de vinho é como harmonizar os diferentes tipos da bebida. O gastrônomo dá dicas de como equilibrar as refeições com cada tipo de vinho

Confira abaixo:

1. Os vinhos tintos combinam melhor com carnes com sabor ousado, carnes vermelhas 
2. Os vinhos brancos combinam melhor com carnes de intensidade leve, como peixe ou frango.
3. Os vinhos amargos são mais equilibrados com a gordura.
4. É melhor combinar o vinho com o molho do que com a carne
5. Na maioria das vezes, os vinhos Branco, Espumante e Rosé criam combinações contrastantes.
6. Sal e pimenta aumentam a sensação de álcool do vinho - Evite utilizar vinhos com elevado grau alcoólico para acompanhar pratos apimentados ou muito salgados.

Veja também

Santander Universidades e parcerias oferecem bolsas de estudo para CPA-20 e CEA
Bolsas de estudo

Santander Universidades e parcerias oferecem bolsas de estudo para CPA-20 e CEA

Aneel realizará leilão que prevê até R$ 15,3 bilhões em investimentos
LEILÃO

Aneel realizará leilão que prevê até R$ 15,3 bilhões em investimentos