Itália multa Apple e Samsung por obsolescência programada

A multa é de 10 milhões de euros contra a Apple e de cinco milhões de euros contra a Samsung

A multa da Apple foi de 10 milhões de euros e de cinco milhões de euros para a Samsung A multa da Apple foi de 10 milhões de euros e de cinco milhões de euros para a Samsung  - Foto: Pixabay

A agência reguladora da concorrência da Itália anunciou nesta quarta-feira uma multa de 10 milhões de euros contra a Apple e de cinco milhões de euros contra a Samsung pela limitação deliberada da vida útil de seus produtos, a chamada obsolescência programada.

A decisão é uma das primeiras no mundo contra as duas fabricantes de telefones celulares, acusadas de reduzir deliberadamente a velocidade dos aparelhos antigos para estimular os consumidores a comprarem um novo produto. "As empresas do grupo Apple e do grupo Samsung aplicaram práticas comerciais desonestas", afirma um comunicado divulgado pela agência italiana após uma investigação.

As atualizações dos sistemas operacionais nos antigos modelos da Apple e Samsung "provocaram graves disfunções e reduziram de maneira significativa seu desempenho, acelerando assim sua substituição", indicou a agência.

Leia também:
O que Haddad e Bolsonaro prometem para ciência e tecnologia?
Galaxy Note 9 é a maior aposta da Samsung
Google anuncia Pixel 3 e tablet para competir com linhas da Apple e Microsoft
Terapias que humanizam a saúde aliam tecnologia e acolhimento
Casa Branca faz simulação de alerta máximo em 225 milhões de celulares


De modo concreto, a Samsung estimulou os proprietários de seu modelo Note 4 a instalar uma nova versão do Android (sistema operacional do Google) que foi concebida para um modelo mais recente, o Note 7, com a consequência de sua desaceleração. A Apple estimulou os proprietários de modelos iPhone 6 a instalar um sistema operacional pensado para el iPhone 7, provocando problemas similares.

Veja também

Equipe de Guedes quer novo programa social dentro do teto de gastos
Economia

Equipe de Guedes quer novo programa social dentro do teto de gastos

Guedes diz que auxílio emergencial pode voltar se vacinação fracassar, mas exigirá sacrifícios
Extensão do auxílio

Guedes diz que auxílio emergencial pode voltar se vacinação fracassar, mas exigirá sacrifícios