Economia

Juros do cheque especial e do empréstimo ficam estáveis no começo do ano

A maior taxa praticada foi pelo Santander, de 8,49% a.m., e a menor pela Caixa Econômica Federal, de 5,7% a.m.

Sede da Assembleia Legislativa do Rio de JaneiroSede da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro - Foto: Divulgação Alerj

A pesquisa do Procon-SP mostra que os bancos mantiveram as taxas de juros do cheque especial e do empréstimo pessoal no começo deste ano. Os dados foram colhidos no dia 4 de janeiro e comparados com o levantamento feito em 2 de dezembro.

A taxa média para o empréstimo pessoal nos bancos pesquisados ficou em 6,51% ao mês (a.m.), a mesma do mês anterior. A maior taxa praticada foi pelo Santander, de 8,49% a.m., e a menor pela Caixa Econômica Federal, de 5,7% a.m..

A taxa média para o cheque especial foi 13,6% a.m., o mesmo percentual registrado no começo de dezembro. A maior taxa foi encontrada no Santander, de 15,49% a.m., e a menor no Safra, 12,6% a.m..

O levantamento levou em conta as instituições financeiras Banco do Brasil, Bradesco, Caixa Econômica Federal, Itaú, Safra e Santander.

A orientação do Procon é que, mesmo com as taxas de juros estabilizadas, os consumidores planejem o orçamento com critério, priorize o pagamento de dívidas e recorra ao crédito somente em casos de real necessidade.

Veja também

Concurso do Banco Central será aplicado no dia 4 de agosto após adiamento
PROVA

Concurso do Banco Central será aplicado no dia 4 de agosto após adiamento

Taxa de desemprego fica estável em abril e ocupação sem carteira bate recorde de 13,5 milhões
EMPREGO

Taxa de desemprego fica estável em abril e ocupação sem carteira bate recorde de 13,5 milhões

Newsletter