Kelly, ex-diretor da Nissan e braço direito de Ghosn, é liberado após pagar fiança

A soltura de Kelly ocorreu depois de um tribunal de Tóquio rejeitar recurso da Promotoria do Japão para manter detido o executivo americano

O americano Greg Kelly é ex-diretor da Nissan e braço direito do executivo Carlos GhosnO americano Greg Kelly é ex-diretor da Nissan e braço direito do executivo Carlos Ghosn - Foto: KAZUHIRO NOGI / AFP

Ex-diretor da Nissan e braço direito do executivo Carlos Ghosn, o americano Greg Kelly foi solto pela Justiça japonesa nesta terça-feira (25), após mais de um mês preso por acusações de má conduta financeira.

Tal como Ghosn, afastado da presidência do conselho de administração da montadora, Kelly foi preso em 19 de novembro. O franco-brasileiro-libanês, no entanto, continua preso no país.

Leia também
Nova prisão de Ghosn muda curso de investigações contra executivo
Executivo da Nissan diz que cumpria ordens de Ghosn
Carlos Ghosn é indiciado por fraude financeira

A soltura de Kelly ocorreu depois de um tribunal de Tóquio rejeitar recurso da Promotoria do Japão para manter detido o executivo americano, que pagou uma fiança de 70 milhões de ienes (US$ 640 mil ou R$ 2,8 milhões) em dinheiro, segundo a Justiça.

Em comunicado, Kelly negou ter falsificado documentos e disse que esperava recuperar sua honra no tribunal. No domingo (23), uma corte japonesa decidiu prorrogar a prisão de Carlos Ghosn até 1º de janeiro, após nova acusação de procuradores japoneses.

Veja também

Novo Taos chega ao Brasil no segundo trimestre deste ano
VEÍCULOS

Novo Taos chega ao Brasil no segundo trimestre deste ano

Redes sociais chegam a 4 bilhões de usuários pelo mundo
Tecnologia e Games

Redes sociais chegam a 4 bilhões de usuários pelo mundo