Leilão de transmissão de energia rendeu investimento de R$ 11,7 bilhões

No último leilão de transmissão, em abril, foram colocados à venda 24 lotes, mas somente dez foram arrematados

Vereador Paulo Valgueiro (PMDB) de PetrolinaVereador Paulo Valgueiro (PMDB) de Petrolina - Foto: Reprodução/Facebook

O leilão da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) dos 24 lotes para empreendimentos de transmissão de energia garantiu investimentos de R$ 11,7 bilhões para o setor.

"Foi um resultado excelente", disse à reportagem o ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho (PSB-PE). "Já vou vender meu peixe para o presidente [Michel Temer]." O leilão desta sexta-feira (28), realizado na BM&FBovespa, foi o primeiro da gestão Temer e marcou uma virada.

No último leilão de transmissão, em abril deste ano, foram colocados à venda 24 lotes, mas somente dez foram arrematados e com um deságio de cerca de 3%. "Desta vez tivemos mais de 90% dos lotes vendidos [21]," disse Coelho Filho.

Segundo ele, o resultado reflete uma mudança de comportamento do governo, que reformula as regras do setor de energia para sinalizar ao mercado que há uma ambiente favorável para os negócios.

"Esse governo é menos intervencionista. Tiramos o edital da rua para sentar com o TCU [Tribunal de Contas da União], com a Aneel, com os investidores. Esse leilão nos trouxe o ensinamento de que se sentarmos para conversar com todo mundo antes, se fizermos a quatro mãos, vai dar certo."

Veja também

Pix terá serviço de cobrança semelhante a boleto
pix

Pix terá serviço de cobrança semelhante a boleto

Bolsa reage e volta a subir após quatro sessões de queda
BOLSA DE VALORES

Bolsa reage e volta a subir após quatro sessões de queda