Lewandowski suspende venda de companhia elétrica de Alagoas

Mais cedo, Lewandowski concedeu outra liminar impedindo que o governo venda, sem autorização do Legislativo, o controle acionário de empresas públicas de economia mista

Ministro Ricardo LewandowskiMinistro Ricardo Lewandowski - Foto: Agência Brasil

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Ricardo Lewandowski determinou nesta quarta-feira (27) a suspensão da privatização da Companhia Energética de Alagoas (Ceal), distribuidora da Eletrobras. O leilão da companhia e outras empresas do setor elétrico estava previsto para 26 de julho.

Na decisão, o ministro atendeu a um pedido liminar feito pelo estado de Alagoas, por meio de sua procuradoria local. A íntegra da decisão ainda não foi divulgada. “Defiro a liminar para suspender a realização do leilão de privatização da CEAL, até ulterior deliberação. Para conceder a cautelar levo em conta a iminência do recesso do Supremo Tribunal Federal, bem como a do leilão de privatização. Por outro lado, ressalto que não há perigo de irreversibilidade dos efeitos da decisão.”, decidiu o ministro.

Leia também:
Projeto que viabiliza venda das distribuidoras da Eletrobras é adiado
Maia promete votar projetos relacionados à Petrobras e Eletrobras
Ofertas à Eletrobras devem ser entregues até 19 de julho


Mais cedo, Lewandowski concedeu outra liminar impedindo que o governo venda, sem autorização do Legislativo, o controle acionário de empresas públicas de economia mista, como é o caso de Petrobras, Eletrobras e Banco do Brasil, por exemplo.

Veja também

É cedo para dizer se haverá depreciação de carros da Ford após fechamento de fábricas
Ford

É cedo para dizer se haverá depreciação de carros da Ford após fechamento de fábricas

Mega-Sena sorteia neste sábado prêmio de R$ 13 milhões
Sorteio

Mega-Sena sorteia neste sábado prêmio de R$ 13 milhões