Maia prevê dificuldade para aprovar projeto de socorro aos Estados

Para suspender dívidas, governo exige controle de despesas e privatizações dos Estados, o que representa entraves

Rodrigo MaiaRodrigo Maia - Foto: Agência Brasil

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou nesta terça-feira (21) que o projeto de lei que cria o programa de recuperação fiscal para Estados em grave situação financeira, como o Rio de Janeiro, enfrentará dificuldades para ser aprovado pelo Congresso.

"Nós temos um problema. (...) A gente sabe que é difícil, não adianta a gente negar. Mas o nosso papel é dialogar e encontrar um caminho", disse o deputado.

O principal entrave está nas contrapartidas que o governo exigirá dos Estados para que eles tenham o pagamento de suas dívidas suspenso por até seis anos. Entre outros pontos, controle rigoroso de despesas, privatizações e elevação da contribuição previdenciária de servidores.

O projeto deve chegar ao Congresso nesta terça. Em dezembro do ano passado a Câmara aprovou o texto sem as contrapartidas. Na época, Temer vetou a ajuda aos Estados falidos. Apesar das dificuldades, Maia reafirmou acreditar que o projeto seja aprovado até março.

Veja também

Netflix dispara na bolsa após superar os 200 milhões de assinantes
Mercado

Netflix dispara na bolsa após superar os 200 milhões de assinantes

Privacidade e WhatsApp: em que a última atualização interfere?
Tecnologia e games

Privacidade e WhatsApp: em que a última atualização interfere?