Economia

Mais de 100 mil famílias de baixa renda são inseridas no programa de descontos da Celpe

O benefício concede até 65% de desconto na conta de energia

Energia elétricaEnergia elétrica - Foto: Marcelo Camargo/ Agência Brasil

Cerca de 108 mil famílias foram inseridas pela Companhia Energética de Pernambuco, empresa da Neoenergia, na Tarifa Social de Energia Elétrica (TSEE). O benefício concede desconto de até 65% na conta de luz aos clientes classificados com baixa renda. A inserção foi realizada a partir de uma consulta ao Cadastro Único, Programa Social do Governo Federal. Atualmente, a Celpe contabiliza mais de 1 milhão de famílias cadastradas no programa.

“A inserção automática, realizada pela Celpe e demais distribuidoras da Neoenergia, cruza informações dos contratos com os dados do CadÚnico, disponibilizados às concessionárias periodicamente pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Apenas neste ano, conseguimos aumentar a nossa base de clientes cadastrados na Tarifa Social em 12%”, comenta o superintendente de processos comerciais da Neoenergia, Leonardo Moura. 

As famílias que não estão inseridas e desejam participar do programa podem pedir o benefício em plataformas como o site da Celpe e o WhatsApp. Para realizar a solicitação pelo WhatsApp da concessionária: (81) 3217-6990, basta informar o número da conta contrato da Celpe e o NIS. Os dados serão confirmados no banco de dados do Governo Federal e, depois, o prazo para o credenciamento no programa é de cinco dias úteis, com o início do benefício na fatura seguinte.

Caso o CPF que aparece na conta de energia não seja o mesmo que o do representante da família no cadastro do Governo Federal, é necessário solicitar a inclusão na Tarifa Social para ter acesso ao programa.

 

Veja também

Governo finaliza reforma do IR sem cumprir promessa eleitoral de Bolsonaro
Economia

Governo finaliza reforma do IR sem cumprir promessa eleitoral de Bolsonaro

Saúde puxa alta do emprego em serviços com avanço da pandemia
Trabalho

Saúde puxa alta do emprego em serviços com avanço da pandemia