Mais de trezentas habitações são entregues em Olinda

Residencial Carlos Lamarca vai beneficiar mil e quinhentas pessoas de diversas comunidades da cidade

Residencial Carlos Lamarca já está pronto para morarResidencial Carlos Lamarca já está pronto para morar - Foto: Divulgação/Governo de Pernambuco

Sob muita festa e música foi entregue, na manhã desta sexta-feira (5), o residencial Carlos Lamarca, um conjunto habitacional com 304 apartamentos no bairro de Rio Doce, em Olinda, na Região Metropolitana do Recife. O empreendimento do programa Minha Casa, Minha Vida deve beneficiar 1,5 mil pessoas de famílias cuja renda chega R$ 1,8 mil reais por mês.

Composto por 19 blocos com 16 apartamentos cada, a estrutura conta com parque para as crianças e um centro comunitário. Dez apartamentos também foram adaptados para pessoas com deficiência física. cada moradia conta com sala, cozinha, banheiro e dois quartos.

“A alegria foi tanta que eu fui bater na UPA”, conta rindo a esteticista Lindalva Maria Silva dos Santos, de 63 anos. A idosa mora com seu esposo, duas filhas e dois netos, que agora ficarão amparados, segundo ela. “Casa nova, vida nova.”

O sentimento de vida nova também é o da professora Ivania Mendes, que estava na ocupação desde o primeiro dia, 3 de janeiro de 2007. “Esse império foi construído com movimento e com uma militância aguerrida de mulheres, crianças e homens.” Ela conta que no início todos temiam os animais silvestres, como cobras, que haviam no local. No entanto, agora ela pensa em aproveitar a estrutura que o conjunto oferece. “Qualidade de vida, né? Tem parquinho para as crianças, tem quadra de esporte...” Agora os moradores lutam pela implantação de uma creche.

Na solenidade que marcou a entrega nesta manhã, o ministro das Cidades, Bruno Araújo, expressou sua alegria em ver mais um empreendimento do Governo Federal tomar forma no Estado. Segundo ele, mais de R$ 1 bilhão de reais estão sendo investidos em habitação e saneamento em Pernambuco. Ao todo, ele espera entregar vinte mil unidades do programa Minha Casa, Minha Vida no Estado. "Estamos preparando um anúncio que pode ser a garantia do maior o maior volume de recursos em saneamento no país, o que pode ser o maior volume de recursos em saneamento possivelmente da História de Pernambuco", contou. O anúncio deve ser feito nas próximas semanas, segundo ele. 

Já o prefeito de Olinda, Lupércio, manifestou sua alegria em ver a evolução da ocupação que se hoje se tornou um residencial. “Sou olindense e vivenciei a primeira construção desse local. E hoje a gente está vendo o sonho se tornando realidade.” O prefeito também se comprometeu a dar “todo apoio a esse conjunto habitacional”.

“O que eu sempre digo é que, qualquer conjunto habitacional é uma construção coletiva”, contou a secretária executiva de Habitação do Governo do Estado, Sheila Pincovsky. Ela explica que o Governo Federal entrou no investimento com a maior parte dos recursos, e o Governo Estadual com o terreno,o trabalho técnico e social, o operacional e o acompanhamento da obra. Já o Governo Municipal fica responsável por prestar os demais serviços, como iluminação e limpeza. Ela ainda credita a obra aos movimentos sociais. "Tudo parte dessa mobilização das comunidades. Eu costumo dizer que todos os atores têm um papel a desempenhar. A gente só é forte porque é forte no coletivo."

O superintendente regional da Caixa Econômica Federal, Marcos Borges, comentou sobre o alto valor do investimento, e do comprometimento com a obra. "Acompanhamos desde o início da obra até hoje, a data efetiva da entrega." Ele explica que a obra está sendo entregue com estrutura pavimentada, com drenagem, gramado, água, luz, contrato assinado, quadra poliesportiva, parquinho para crianças, creche e posto de saúde próximos. "Essas pessoas que já estão com o contato assinado, já podem se mudar este fim de semana e começar uma nova vida aqui no Conjunto Carlos Lamarca."

Leia mais:
Caixa entrega, sexta-feira, 304 casas em Olinda

Veja também

Pedidos de recuperação judicial caíram 15% em 2020
Economia

Pedidos de recuperação judicial caíram 15% em 2020

Emprego cresce na indústria em um movimento atípico para dezembro
DEZEMBRO

Emprego cresce na indústria em um movimento atípico