A-A+

Mais municípios de Pernambuco podem entrar na rota do turismo

A Secretaria de Turismo e Lazer de Pernambuco (Setur-PE) que aumentar a quantidade, que hoje é de 103 cidades

Reunião com o Secretário de Turismo de Pernambuco, Rodrigo NovaesReunião com o Secretário de Turismo de Pernambuco, Rodrigo Novaes - Foto: Kleyvson Santos/ Folha de Pernambuco

Apesar de responder por 4% do Produto Interno Bruto do Estado, o turismo ainda sofre certa carência de investimentos em algumas regiões pernambucanas. Por isso, a Secretaria de Turismo e Lazer de Pernambuco (Setur-PE) quer incluir mais municípios do Estado no Mapa do Turismo Brasileiro - iniciativa do Ministério do Turismo que hoje conta com 103 das 185 cidades pernambucanas.

Secretário de Turismo e Lazer de Pernambuco, Rodrigo Novaes explicou que o mapa permite que os municípios realizem ações de estruturação da cidade, que também beneficiam a população, com mais facilidade. "Existe uma linha de financiamento através do BNDES, por exemplo, um programa chamado Prodetur + Turismo, que, para fazer jus a esse recurso, é necessário que o município esteja inscrito no Mapa. Já é um atrativo importante”, contou Novaes.

Leia também
Movimentação de turistas aumentou no Carnaval deste ano
Porto do Recife fecha ciclo dos cruzeiros


Por isso, a Setur apresentou as novas exigências para que os municípios ingressem e permaneçam no Mapa do Turismo a representantes das cidades pernambucanas na última quinta-feira (25) durante o III Encontro de Municípios das Regiões Turísticas do Estado. O encontro, promovido pela Setur e pela Empresa de Turismo de Pernambuco (Empetur) no Recife, reuniu gestores de turismo e prefeitos. Além dos 103 municípios pernambucanos inseridos no Mapa, estavam presentes representantes de 81 municípios ainda não cadastrados, como Cumaru, Gameleira, Ibimirim, João Alfredo, Macaparana, Xexéu, Surubim e Passira.

“Estamos instruindo esses municípios para que eles possam se inscrever no mapa turístico. Temos a necessidade de investir em infraestrutura, só que o investimento necessita de recursos e nisso nós precisamos do apoio do Governo Federal", explicou Novaes. "É uma forma de contribuir com o desenvolvimento. Investindo em infraestrutura e no empreendedorismo”, confirmou o secretário de turismo de Agrestina e presidente da Associação das Secretarias de Turismo de Pernambuco (Astur/PE), Josenildo Santos.

Veja também

Arco-Vita inaugura nova loja em Ipojuca com 250 empregos
Inauguração

Arco-Vita inaugura nova loja em Ipojuca com 250 empregos

Inflação para os mais ricos deve subir com retomada de serviços
Economia

Inflação para os mais ricos deve subir com retomada de serviços