Turismo

Malha aérea tem incremento, e Aeroporto do Recife opera com mais de 6,3 mil voos em março

Pela primeira vez, terminal ultrapassou número de voos autorizados pela Anac durante a pandemia

Aeroporto do RecifeAeroporto do Recife - Foto: Divulgação/Secretaria de Turismo de Pernambuco

Para o mês de março, a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) autorizou 6.306 voos com chegada e partida do Aeroporto Internacional do Recife. Essa malha é 3,6% maior que o último março sem pandemia de Covid-19, o de 2019, quando houve 6.088 voos.

Os números são celebrados pela Secretaria de Turismo do Estado, que cita, o fortalecimento do setor em Pernambuco com a retomada das atividades econômicas. O estudo foi feito pela Empresa Pernambucana de Turismo (Empetur) a partir dos dados oficiais.

O crescimento da malha aérea é notável também se comparado o resultado com o ano passado, já durante a pandemia: 29% a mais de voos. Naquele período, foram 4.884, entre pousos e decolagens, autorizados pela Anac.

"Pela primeira vez, em toda a pandemia, ultrapassamos o número de voos autorizados para voar para o Recife. Já éramos um dos primeiros do País a recuperar a malha aérea, e agora superamos o montante de antes da pandemia", comemora o secretário de Turismo, Rodrigo Novaes.

"Não podemos esquecer que 2019 foi um ano muito positivo para o turismo, de crescimento, então conseguirmos ultrapassar o resultado daquele ano só aponta para um 2022 de muito sucesso para o Turismo pernambucano", acrescentou o gestor.

O Aeroporto do Recife deverá operar com média diária de 203 frequências, entre pousos e decolagens, ultrapassando em 3,57% o período de 2019. Com relação às demais capitais do Nordeste, a previsão é que Salvador opere com média de 149 voos, e Fortaleza registre 108 partidas e chegadas por dia.

Malha aérea
A malha aérea do Recife conta com 36 voos diretos para os seguintes destinos: Aracaju, Aracati (CE), Belém, Brasília, Campina Grande (PB), Caruaru, Confins (BH), Cuiabá, Fernando de Noronha (PE), Fortaleza, Goiânia, Ilhéus (BA), João Pessoa, Juazeiro do Norte (CE), Maceió, Manaus, Mossoró (RN), Natal, Palmas, Patos (PB), Petrolina, Porto Alegre, Porto Velho (RO), Rio de Janeiro (Galeão e Santos Dumont), Salvador, São Luís, Serra Talhada (PE), São Paulo (Campinas, Congonhas, Guarulhos, Ribeirão Preto e São José do Rio Preto), Teresina, Vitória e Uberlândia (MG), além de Lisboa, via TAP, a única ligação internacional atual. 

Noronha e Petrolina
Além do Aeroporto do Recife, outros complexos aeroportuários do Estado apresentaram incremento na malha aérea neste mês, segundo a Secretaria de Turismo. Os bons resultados são do Aeroporto de Fernando de Noronha e do de Petrolina.

O terminal do Arquipélago terá média diária de 11 voos, o que totaliza 354 pousos e decolagens no mês. Já o Aeroporto Senador Nilo Coelho, no Sertão, deve operar 11 voos diários, resultando em 334 pousos e decolagens.

Veja também

Detran-PE prorroga até 31 de julho prazo para substituição de placas perdidas durante alagamentos
FMotors

Detran-PE prorroga até 31 de julho prazo para substituição de placas perdidas durante alagamentos

Novo Audi Q5 chega como primeiro híbrido da marca no país por R$ 413.990
FMotors

Novo Audi Q5 chega como primeiro híbrido da marca no país por R$ 413.990