Economia

Mansueto Almeida será economista-chefe no BTG Pactual

Mansueto havia sinalizado o plano de deixar o governo no fim do ano passado

Mansueto Almeida, ex-secretário do Tesouro NacionalMansueto Almeida, ex-secretário do Tesouro Nacional - Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O economista Mansueto Almeida, que deixou a secretaria do Tesouro Nacional no mês no passado, será sócio e economista-chefe do BTG Pactual. Ele assumirá o posto em meados de janeiro de 2021, após cumprir o período de quarentena de afastamento do serviço público.

Mansueto havia sinalizado o plano de deixar o governo no fim do ano passado, mas com a crise causada pelo novo coronavírus, a confirmação ocorreu apenas em junho. O economista ocupava cargo no governo federal desde 2016, na gestão Temer, e foi o único que permaneceu na equipe do ministro Paulo Guedes (Economia).

Mansueto tem uma longa trajetória no serviço público e foi funcionário de carreira do Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada). Será, portanto, a primeira vez que o economista trabalhará para a iniciativa privada. No BTG terá a companhia do ex-colega de governo Eduardo Guardia.

Guardia assumiu a presidência da área de gestão de ativos do BTG em julho do ano passado, após ocupar o cargo de ministro da Fazenda (atualmente economia) até o fim do governo Temer.

Veja também

Sindicatos acatam decisão do TST e greve dos Correios chega ao fim
Correios

Sindicatos acatam decisão do TST e greve dos Correios chega ao fim

Governo prevê déficit primário de R$ 861 bilhões em 2020
DÉFICIT

Governo prevê déficit primário de R$ 861 bilhões em 2020