McDonald's vende operações na China a Carlyle e Citic por US$ 2,08 bilhões

Nova administradora estará a cargo da rede de fast-food pelos próximos 20 anos

Projeto de Lei será o presidente do PT de Pernambuco a partir da próxima sexta-feiraProjeto de Lei será o presidente do PT de Pernambuco a partir da próxima sexta-feira - Foto: Jarbas Araújo/Alepe

O gigante do fast-food McDonald's, abalado por uma feroz concorrência, venderá 80% de suas operações na China continental e em Hong Kong ao grupo Citic e ao fundo americano Carlyle Group, por 2,08 bilhões de dólares, anunciaram as empresas nesta segunda-feira.

A transação, que será realizada em dinheiro e em ações, dará origem a uma sociedade que administrará a franquia chinesa, controlada por Citic com 52% dos ativos, à frente do Carlyle, com 28%, e do McDonald's, com 20%.

A nova administradora estará a cargo da rede de fast-food pelos próximos 20 anos, anunciaram as três empresas em um comunicado conjunto.

O McDonald's já havia anunciado no ano passado suas intenções de vender cerca de 2.000 estabelecimentos na China, depois que as tensões entre Pequim e Washington pelo mar da China meridional afetaram suas atividades.

Seus negócios já haviam sofrido um forte impacto em 2014 quando o restaurante foi envolvido em um escândalo que afetava um de seus fornecedores.

Veja também

Bolsa sobe com recuperação chinesa, atividade econômica brasileira e aprovação de vacinas
Mercado Financeiro

Bolsa sobe com recuperação chinesa, atividade econômica brasileira e aprovação de vacinas

Burger King convida 'Paulos Guedes' para nova campanha publicitária
Fast Food

Burger King convida 'Paulos Guedes' para nova campanha