Economia

Meirelles confirma teto de R$ 1,5 mi de valor do imóvel com uso de FGTS

Limite hoje é de R$ 950 mil para quem deseja comprar imóveis em São Paulo, Minas Gerais, Rio e Distrito Federal

Em outubro, o índice usado como base para reajustar o aluguel variou 0,20%Em outubro, o índice usado como base para reajustar o aluguel variou 0,20% - Foto: Leo Motta/Folha de Pernambuco

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, confirmou na noite desta quarta-feira (15), em entrevista à GloboNews, que o governo vai aumentar para R$ 1,5 milhão o teto do valor do imóvel que pode ser financiado com recursos do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço).

A informação havia sido adiantada em reportagem da Folha de S.Paulo no dia 2
O limite hoje é de R$ 950 mil para quem deseja comprar imóveis em São Paulo, Minas Gerais, Rio e Distrito Federal.

Nos demais Estados, o teto é de R$ 800 mil. Essa é a segunda medida de estímulo à economia que o governo anuncia com o uso do FGTS.

Na terça (14), foi revelado o cronograma de saques de contas inativas do fundo, medida com a qual o governo espera injetar R$ 30 bilhões na economia.

Têm direito ao pagamento os trabalhadores que foram demitidos por justa causa ou que pediram demissão até 31 de dezembro de 2015. Serão atingidas, segundo a Caixa, 49,6 milhões de contas com saldo de R$ 43,6 bilhões, o que atingirá 30,2 milhões de trabalhadores.

Previdência

O ministro também disse que o governo não abre mão de manter a idade mínima de 65 anos no projeto de reforma da Previdência, em tramitação no Congresso.

Veja também

Planos de saúde individuais têm aumento histórico
Saúde

Planos de saúde individuais têm aumento histórico; decisão não se aplica aos planos coletivos

Senado aprova MP que estabelece salário mínimo de R$ 1.212
Salário Mínimo

Senado aprova MP que estabelece salário mínimo de R$ 1.212