Meirelles diz a empresários que país está vivendo momento significativo

Significância do momento se dá devido à saída da recessão dos últimos tempos, cujos efeitos ainda serão sentidos pela sociedade

Henrique Meirelles, ministro da FazendaHenrique Meirelles, ministro da Fazenda - Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, disse nesta sexta-feira (2) a empresários, na Associação Comercial do Rio de Janeiro, que o Brasil está vivendo um momento significativo e relevante, pois está saindo da maior recessão dos últimos tempos, cujos efeitos ainda vão ser sentidos pela sociedade.

Dados apresentados por Meirelles mostram que ao se comparar os 12 meses até maio de 2016, quanto assumiu o governo Michel Temer, aos 12 meses findos em janeiro desse ano, verifica-se que a inflação, que era naquela ocasião da ordem de 9,3%, hoje caiu para 2,9%. Os juros, por sua vez, atingiam patamar de 14,25% e, agora, estão em 7% ao ano. O risco Brasil, que se mostrava elevado, com 368 pontos, hoje está em 145 pontos.

Leia também:
Para garantir aprovação, Meirelles diz que texto da reforma pode ser negociado
Meirelles reitera confiança na aprovação da reforma da Previdência


O Produto Interno Bruto (PIB, a soma de todos os bens e serviços produzidos no país), de acordo com Meirelles, estava negativo em 5,4% até maio de 2016, e em dois anos, chegou a um crescimento de 1,4%, com expectativa de expansão para 2,7% nos próximos 12 meses. Também o índice de confiança de empresas e consumidores medido pela Fundação Getulio Vargas (FGV) se acha em trajetória ascendente, destacou o ministro.

Empregos
Meirelles citou a população ocupada no país, que chegou a 89,5 milhões de brasileiros entre o final de 2016 e o começo de 2017, e hoje está acima de 91,5 milhões, prevendo-se a criação de mais 2,5 milhões de postos de trabalho em 2018. Ele reconheceu que o Brasil ainda tem 11 milhões de desempregados, mas disse que o ritmo de crescimento da economia e do emprego é muito forte, o que o leva a acreditar em dias melhores. “A retomada [da economia] com queda da inflação gera ganho do poder de compra muito forte”, disse.

A expectativa do ministro Henrique Meirelles é que a reforma trabalhista possa gerar 6 milhões de novos empregos no Brasil.

Veja também

Cresce na Europa pressão contra produtos brasileiros
Negócios

Cresce na Europa pressão contra produtos brasileiros

Missa de Sétimo Dia de Luciano Fernandes de Albuquerque será nesta segunda
LUTO

Missa de Sétimo Dia de Luciano Fernandes de Albuquerque será nesta segunda