Mercado de games terá crescimento de 9,6% em receitas em 2019

Pesquisa de projeção de mercado para 2019 foi divulgada pela Newzoo nesta semana

Jogos eletrônicos Jogos eletrônicos  - Foto: PxHere

Com expansão anual, o mercado de games terá crescimento também em 2019 quando falamos em receitas. De acordo com estudo divulgado pela Newzoo, especialista em pesquisas na área, o setor terá um faturamento de US$ 152,1 bilhões (R$ 583,89 bilhões) no ano, representando um crescimento de 9,6%.

Leia também

Games: reflexões sobre os impactos dos jogos na formação dos jovens
Mercado de esports trilha especializações 

A pesquisa incluiu tanto os jogos para computador (PC), consoles e até jogos para celular e tablets (mobile). A expectativa é que o mercado cresça até 2022, pelo menos. Apesar de representar a menor fatia das receitas, com apenas US$ 5,6 bilhões (R$ 21,50 reais representando 4%), a América Latina também é a que mais cresce proporcionalmente, com uma projeção de 11,1% anualmente. O Brasil, por sua vez, é o segundo na região, com US$ 1,6 bilhões (R$ 6,14 bilhões), ficando atrás somente do México, que terá US$ 1,8 bilhões (R$ 6,8 bilhões) em 2019.

Mundialmente, quem “puxa o carro” são os americanos. De acordo com o estudo, este ano, os Estados Unidos deverão superar a China como maior mercado de jogos do mundo em faturamento, com U$ 36,9 bilhões (R$ 141,67 bilhões) ante U$ 36,5 bilhões (R$ 140,13 bilhões), por conta do crescimento dos games para consoles e o efeito de um congelamento do mercado, determinado pelo governo na China.

“Eu acredito que isso é algo temporário”, disse em entrevista à Reuters o presidente-executivo da Newzoo, Peter Warman, citando que há muitos jogos na China esperando aprovação do governo para irem a mercado.

Mobiles na frente  

Pela maior facilidade de acesso, os jogos para celular e tablets (mobile) aparecem à frente, liderando as receitas mundiais. Em 2019, o segmento deve gerar receitas de US$ 68,5 bilhões (R$ 262,99 bilhões), representando 45% do mercado global de games. 80% deste valor (R$ 210,77 bilhões) vem de jogos para smartphones, com os tablets ficando com US$ 13,6 bilhões (R$ 52,21 bilhões).

Computadores em retração 

Por sua vez, as receitas para jogos de computador (PC), continuará a cair com a migração dos jogadores para os produtos mobile. Em 2019, as receitas irão diminuir em 15,1%. Os jogos competitivos continuarão a liderar o segmento, gerando US$ 32,2 bilhões (R$ 123,62 bilhões) em 2019.

Veja também

Pernambuco sofrerá perdas econômicas durante o período junino
São João

Pernambuco sofrerá perdas econômicas durante período junino

Auxílio Emergencial: nascidos em abril podem sacar 3ª parcela
Economia

Auxílio Emergencial: nascidos em abril podem sacar 3ª parcela