Economia

Mercado financeiro projeta inflação de 5,44% para este ano

Previsão para a taxa básica de juros ficou estável: 11,75% ao ano

Cédulas de cem reaisCédulas de cem reais - Foto: José Cruz/Agência Brasil

O mercado financeiro aumentou mais uma vez a previsão de inflação para este ano. Segundo projeção do Boletim Focus, divulgado nesta segunda-feira (7), em Brasília,  pelo Banco Central, o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) - a inflação oficial do país - deve fechar 2022 em 5,44%. É a quarta vez que se projeta alta da inflação para 2022. Há uma semana, a estimativa do mercado era de que a inflação terminasse o ano em 5,38%. Há quatro semanas a previsão era de 5,03%.

Para 2023, analistas mantiveram a expectativa da semana passada em relação ao IPCA. A projeção desta semana aponta uma inflação de 3,50%. Há duas semanas, o cálculo era de 3,40% no próximo ano. Em 2024, a projeção é a mesma das últimas semanas: inflação de 3%.

O boletim, divulgado semanalmente, reúne a estimativa para os principais indicadores econômicos do país.

PIB

No boletim divulgado nesta segunda, o Focus também manteve a previsão do Produto Interno Bruto (PIB) - a soma de todas as riquezas produzidas no país - registrada há sete dias. A projeção é de crescimento do PIB de 0,30% em 2022. Há quatro semanas o mercado previa a expansão da economia brasileira em 0,36%.

O Focus registra pela terceira vez seguida diminuição na expectativa de crescimento do PIB para 2023, passando de 1,55% na semana passada para 1,53%. Para 2024, a estimativa se manteve estável, ficando em 2%.

Taxa de juros

A previsão do mercado para a taxa básica de juros, a Selic, em 2022, ficou estável pela quarta vez em relação ao divulgado na semana passada: 11,75% ao ano.

Na semana passada, o Comitê de Política Monetária (Copom) aumentou a taxa de juros de 9,25% para 10,75% ao ano. A decisão era esperada por analistas financeiros.

A taxa atingiu os dois dígitos pela primeira vez desde julho de 2017, quando estava em 10,25% ao ano. Esse foi o oitavo reajuste consecutivo na taxa Selic. Em comunicado, o Copom indicou que continuará elevando os juros básicos até que a inflação esteja controlada no médio prazo.

Para o fim de 2023, a estimativa do mercado é de que a taxa básica de juros caia para 8% ao ano. E para 2024, a previsão é de Selic em 7% ao ano, cálculo que repete o das semanas anteriores.

Dólar

A expectativa do mercado para a cotação do dólar em 2022 também se manteve igual ao projetado na semana passada: R$ 5,60. Já para o próximo ano, o mercado estima que a moeda deve ficar em R$ 5,50. Para 2024, após um período de estabilidade, a moeda norte-americana deve passar dos R$ 5,40, estimados na semana passada, para R$ 5,39.

Veja também

Sam Altman acumulou fortuna de US$ 2 bilhões sem contar com ações da OpenAI, criadora do ChatGPT
NEGÓCIOS

Sam Altman acumulou fortuna de US$ 2 bilhões sem contar com ações da OpenAI, criadora do ChatGPT

PIB de 2023 revela que fazer dever de casa traz resultado positivo
Febraban

PIB de 2023 revela que fazer dever de casa traz resultado positivo