Economia

Mercado reage positivamente à Selic

O dólar comercial perdeu 0,50%, a R$ 3,1760, também o valor mais baixo desde 8 de novembro

PP filia pré-candidatos a VereadorPP filia pré-candidatos a Vereador - Foto: Divulgação

 

O mercado financeiro doméstico reagiu positivamente ao inesperado corte de 0,75 ponto percentual da taxa básica de juros (Selic), para 13% ao ano, anunciado na última quarta-feira pelo Banco Central. Descolado das Bolsas internacionais, que recuaram, o Ibovespa fechou em alta de 2,41% na última quinta-feira (12), aos 63.953,93 pontos, maior patamar desde 8 de novembro, dia da eleição presidencial americana.
Após atingir a cotação mínima de R$ 3,1521 mais cedo, o dólar à vista terminou em baixa de 0,56%, a R$ 3,1751, no menor nível desde a eleição americana. O dólar comercial perdeu 0,50%, a R$ 3,1760, também o valor mais baixo desde 8 de novembro. A moeda americana também recuou globalmente, após Trump, em entrevista coletiva, não ter dado detalhes sobre seu plano para alavancar a infraestrutura e impulsionar a economia dos Estados Unidos.

Jefferson Rugik, diretor de câmbio da Correparti Corretora, destaca que captações de empresas brasileiras no exterior, como Petrobras e, mais recentemente Fibria, também têm contribuído para o maior fluxo de entrada de dólares no Brasil.

Na Bolsa, as ações ligadas a consumo apareceram entre as maiores altas nesta sessão, como, por exemplo, BrMalls ON ganhou 8,50%; Lojas Americanas ON, +7,35%; Lojas Renner, ON, +6,67%; e Pão de Açúcar; +5,75%. Ações de empresas do setor elétrico também registraram forte alta. Cemig PN liderou o ranking de principais valorizações do Ibovespa, com +12,06%; Eletrobras ON avançou 7,75%. As ações de bancos subiram mais de 2%, com a perspectiva de que a queda dos juros estimule o crédito e reduza a inadimplência. As ações de Petrobras e Vale também fecharam em alta, beneficiadas pela valorização das commodities no mercado internacional.

 

Veja também

Eat Just produzirá carne artificial em grande escala com biorreatores gigantes
EUA

Eat Just produzirá carne artificial em grande escala com biorreatores gigantes

Foguete da SpaceX lança dois satélites da Força Aérea Brasileira
TECNOLOGIA

Foguete da SpaceX lança dois satélites da Força Aérea Brasileira